Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano adere campanha Julho Verde para prevenir câncer


Da Redação

12/07/2018 | 07:00


 Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer, todos os anos surgem no Brasil 41 mil novos casos de câncer de cabeça e pescoço – denominação genérica para tumores que atingem regiões como boca, língua, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago e tireoide. E cerca de 60% desses casos são diagnosticados já em estágio avançado da doença, o que dificulta o tratamento e pode deixar graves sequelas nos pacientes.

Para conscientizar a população sobre a necessidade do diagnóstico precoce, a Secretaria de Saúde de São Caetano aderiu à campanha Julho Verde, lançada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. O objetivo é que a população fique atenta a alguns sinais suspeitos, como nódulos persistentes no pescoço, lesões na boca que não cicatrizam espontaneamente em até 21 dias e rouquidão que dure mais do que três semanas.

“Diante de sintomas suspeitos, o morador deve ir à UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua casa. Se necessário, ele será encaminhado a um especialista”, orienta o médico Sérgio Uchoa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano adere campanha Julho Verde para prevenir câncer

Da Redação

12/07/2018 | 07:00


 Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer, todos os anos surgem no Brasil 41 mil novos casos de câncer de cabeça e pescoço – denominação genérica para tumores que atingem regiões como boca, língua, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago e tireoide. E cerca de 60% desses casos são diagnosticados já em estágio avançado da doença, o que dificulta o tratamento e pode deixar graves sequelas nos pacientes.

Para conscientizar a população sobre a necessidade do diagnóstico precoce, a Secretaria de Saúde de São Caetano aderiu à campanha Julho Verde, lançada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. O objetivo é que a população fique atenta a alguns sinais suspeitos, como nódulos persistentes no pescoço, lesões na boca que não cicatrizam espontaneamente em até 21 dias e rouquidão que dure mais do que três semanas.

“Diante de sintomas suspeitos, o morador deve ir à UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua casa. Se necessário, ele será encaminhado a um especialista”, orienta o médico Sérgio Uchoa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;