Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Desfalques fazem técnico Adilson Batista fechar o treino



04/10/2011 | 07:06


Sobram dúvidas para o contestado técnico Adilson Batista no comando do São Paulo. Com desfalques em todos os setores do campo, a única certeza do treinador é que a imprensa não poderá acompanhar hoje o último treino antes do confronto de amanhã, contra o Cruzeiro, às 21h50, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Tentando se recuperar após a derrota em casa para o Flamengo (2 a 1), o São Paulo não terá o meia Lucas (expulso contra o Flamengo e com a Seleção Brasileira), o volante Wellington (suspenso pelo terceiro cartão amarelo) e o lateral direito Piris (com a equipe paraguaia que enfrenta Peru e Uruguai pelas eliminatórias da Copa de 2014).

Na defesa, quem deve reaparecer entre os titulares é Jean, ausente nas últimas sete partidas. Ele ocupará o lugar de Wellington, que diante do Flamengo atuou improvisado na lateral direita. Para a vaga de Lucas, o favorito é Rivaldo, mas Marlos e Carlinhos Paraíba também podem aparecer entre os titulares.

Assim, Cícero deve ser mantido como terceiro volante, posição que mais gosta de atuar. "Sempre disse que estou aqui para ajudar e que, se for necessário jogo de goleiro, zagueiro, onde precisar. Mas sei que posso mostrar o meu verdadeiro futebol como terceiro volante pelo lado esquerdo. O Rivaldo é um cara que eu gosto muito, sou fã e, erradamente, as pessoas acham que porque somos canhotos, não podemos jogar juntos. Atuamos contra o Botafogo, eu mais recuado e ele à frente e fizemos uma boa partida", avalia.

 

POLÊMICA - O São Paulo pode ser punido pela atitude dos gandulas que foram flagrados por emissoras de televisão dificultando a reposição de bola do Flamengo quando o goleiro Rogério Ceni ia ao ataque para cobrar faltas.

Segundo o procurador do Superior Tribunal Justiça Desportiva, Paulo Schmitt, o clube paulista e os próprios funcionários poderão ser julgados por assumir conduta contrária à disciplina e à ética, regra que consta no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Se condenado, o São Paulo terá de pagar uma multa de até R$ 10 mil. Já os gandulas podem pegar suspensão de 15 a 180 dias.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;