Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA pedem tribunal internacional para homicídio de Hariri


Da AFP

21/11/2006 | 14:19


O embaixador americano na ONU, John Bolton, disse nesta terça-feira que o assassinato do ministro libanês da Indústria, Pierre Gemayel, mostra a necessidade de acelerar a criação de um tribunal internacional para julgar os suspeitos do homicídio do ex-primeiro-ministro libanês Rafiq Hariri.

"Estamos diante do que parece ser outro assassinato terrorista em Beirute", disse o embaixador americano. "Isso mostra que necessitamos do estabelecimento de um tribunal o quanto antes".

Hariri foi assassinado num atentado em que também morreram outras 22 pessoas no litoral de Beirute, em fevereiro de 2005.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA pedem tribunal internacional para homicídio de Hariri

Da AFP

21/11/2006 | 14:19


O embaixador americano na ONU, John Bolton, disse nesta terça-feira que o assassinato do ministro libanês da Indústria, Pierre Gemayel, mostra a necessidade de acelerar a criação de um tribunal internacional para julgar os suspeitos do homicídio do ex-primeiro-ministro libanês Rafiq Hariri.

"Estamos diante do que parece ser outro assassinato terrorista em Beirute", disse o embaixador americano. "Isso mostra que necessitamos do estabelecimento de um tribunal o quanto antes".

Hariri foi assassinado num atentado em que também morreram outras 22 pessoas no litoral de Beirute, em fevereiro de 2005.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;