Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Blair faz visita surpresa ao Iraque


Do Diário OnLine
Com AFP

22/05/2006 | 10:25


O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, manifestou nesta segunda-feira seu apoio ao novo governo do Iraque, em uma visita surpresa à Bagdá.

"Estamos aqui (no Iraque) para manifestar nosso apoio ao governo democrático e ajudá-lo a assumir seu próprio destino", disse o porta-voz de Blair.

O premiê britânico prometeu trabalhar com o novo governo liderado pelo xiita Nuri al-Maliki, que foi investido no sábado pelo Parlamento depois de meses de paralisia política.

"Queremos transformar as esperanças do povo iraquiano numa realidade", afirmou.

Em uma coletiva conjunta com Blair, Maliki afirmou que as forças iraquianas assumirão progressivamente, a partir de junho, a responsabilidade pela segurança no Iraque.

"Chegamos a um acordo para a transferência dos assuntos de segurança, segundo um calendário que começa em junho, quando as forças iraquianas assumirão o controle das províncias de Samawa e Amara" (duas zonas xiitas relativamente pouco afetadas pela violência no sul do país), declarou o líder iraquiano.

Maliki também reiterou sua determinação de desarmar as milícias para evitar uma guerra civil no país.

"Se quisermos construir o país, as armas devem permanecer apenas nas mãos do Estado. Se as armas ficarem em mãos dos milicianos, isso será um passo para a guerra civil", advertiu.

Blair, que chegou de surpresa a Bagdá por razões de segurança, deu seu apoio às novas autoridades iraquianas e enfatizou que a volta à paz permitirá que as forças estrangeiras partam do país.

Em meio a esta visita surpresa, a violência prosseguiu no país, com 16 iraquianos mortos em vários atentados e 20 rebeldes eliminados no domingo à noite, em um ataque contra uma posição do Exército na zona norte de Bagdá, segundo fontes dos serviços de segurança iraquiana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Blair faz visita surpresa ao Iraque

Do Diário OnLine
Com AFP

22/05/2006 | 10:25


O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, manifestou nesta segunda-feira seu apoio ao novo governo do Iraque, em uma visita surpresa à Bagdá.

"Estamos aqui (no Iraque) para manifestar nosso apoio ao governo democrático e ajudá-lo a assumir seu próprio destino", disse o porta-voz de Blair.

O premiê britânico prometeu trabalhar com o novo governo liderado pelo xiita Nuri al-Maliki, que foi investido no sábado pelo Parlamento depois de meses de paralisia política.

"Queremos transformar as esperanças do povo iraquiano numa realidade", afirmou.

Em uma coletiva conjunta com Blair, Maliki afirmou que as forças iraquianas assumirão progressivamente, a partir de junho, a responsabilidade pela segurança no Iraque.

"Chegamos a um acordo para a transferência dos assuntos de segurança, segundo um calendário que começa em junho, quando as forças iraquianas assumirão o controle das províncias de Samawa e Amara" (duas zonas xiitas relativamente pouco afetadas pela violência no sul do país), declarou o líder iraquiano.

Maliki também reiterou sua determinação de desarmar as milícias para evitar uma guerra civil no país.

"Se quisermos construir o país, as armas devem permanecer apenas nas mãos do Estado. Se as armas ficarem em mãos dos milicianos, isso será um passo para a guerra civil", advertiu.

Blair, que chegou de surpresa a Bagdá por razões de segurança, deu seu apoio às novas autoridades iraquianas e enfatizou que a volta à paz permitirá que as forças estrangeiras partam do país.

Em meio a esta visita surpresa, a violência prosseguiu no país, com 16 iraquianos mortos em vários atentados e 20 rebeldes eliminados no domingo à noite, em um ataque contra uma posição do Exército na zona norte de Bagdá, segundo fontes dos serviços de segurança iraquiana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;