Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Grande ABC entra na mira das grandes redes de fast food


Luiz Federico
Do Diário do Grande ABC

14/01/2006 | 09:38


Um gigantesco mercado de mais de R$ 5 bilhões, que cresce no mínimo 10% ao ano. Esse é o terreno de disputa entre as maiores redes de fast food que atuam no Brasil. Para 2006, mais investimentos milionários devem acirrar a briga. Grupos como McDonald’s, Bob’s, Habib‘s, Burger King e Giraffas planejam investir no país mais de R$ 100 milhões, com previsão de, juntas, abrir quase 100 novas lojas.

Só o McDonald‘s, por exemplo, estima criar 5 mil novos empregos, 600 deles no Grande ABC – um dos principais alvos de todas das redes (leia texto nesta página). E a grande arma da rede norte-americana mais famosa internacionalmente é a Copa do Mundo de futebol na Alemanha, que ocorre neste ano. A empresa é uma das patrocinadoras e lanchonete oficial do evento.

Segundo o vice-presidente de Relações Institucionais do Mc-Donald’s, Alcides Terra, a rede vai apostar no lançamento de produtos sintonizados com a temática da Copa do Mundo da Alemanha. Há 26 anos no país, a companhia comemora crescimento de vendas no Brasil de 12,5% em 2005 em relação a 2004, atingindo um faturamento de R$ 2,1 bilhões.

Para fazer frente ao McDonald’s, o Bob’s já traçou sua estratégia para 2006: novos lanches exatamente para o público jovem, revela o diretor de marketing, expansão e franquias do Bob’s, Flavio Maia. Além disso, a rede, que opera no mercado nacional há 50 anos, expande o número de lojas de 468 para 506 até o final de 2006.

“Estamos também prospectando pontos-de-venda em São Bernardo e em São Caetano. Existe a possibilidade de abrirmos mais um em Santo André”, anuncia Maia.

Embora seja novo no mercado brasileiro, o Burger King, com um ano de vida, agitou a concorrência, principalmente no Grande ABC, com a inauguração da loja do ABC Plaza Shopping. Pretende abrir 50 lojas em todo o país ao longo dos próximos cinco anos.

Correndo por fora, mas com grandes pretensões, a brasiliense Giraffas, especializada em refeições rápidas de baixo custo baseadas em um cardápio essencialmente brasileiro, como feijoada e sanduíches de calabresa, irá investir pesado em 2006 em uma nova linha de sorvetes leves (casquinhas e sundaes). “Houve uma expressiva alta de 15% na demanda pelo produto entre o começo e o final de 2005”, sustenta o diretor operacional da rede, Marijone Ribeiro.

Outra novidade para 2006 é a abertura de 32 novos pontos-de-venda espalhados pelo Brasil, a maioria concentrada em São Paulo, com 12. O Grande ABC também está na mira do Giraffas. “Temos quase certeza de que haverá duas novas unidades no ABC”, diz Marijone.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grande ABC entra na mira das grandes redes de fast food

Luiz Federico
Do Diário do Grande ABC

14/01/2006 | 09:38


Um gigantesco mercado de mais de R$ 5 bilhões, que cresce no mínimo 10% ao ano. Esse é o terreno de disputa entre as maiores redes de fast food que atuam no Brasil. Para 2006, mais investimentos milionários devem acirrar a briga. Grupos como McDonald’s, Bob’s, Habib‘s, Burger King e Giraffas planejam investir no país mais de R$ 100 milhões, com previsão de, juntas, abrir quase 100 novas lojas.

Só o McDonald‘s, por exemplo, estima criar 5 mil novos empregos, 600 deles no Grande ABC – um dos principais alvos de todas das redes (leia texto nesta página). E a grande arma da rede norte-americana mais famosa internacionalmente é a Copa do Mundo de futebol na Alemanha, que ocorre neste ano. A empresa é uma das patrocinadoras e lanchonete oficial do evento.

Segundo o vice-presidente de Relações Institucionais do Mc-Donald’s, Alcides Terra, a rede vai apostar no lançamento de produtos sintonizados com a temática da Copa do Mundo da Alemanha. Há 26 anos no país, a companhia comemora crescimento de vendas no Brasil de 12,5% em 2005 em relação a 2004, atingindo um faturamento de R$ 2,1 bilhões.

Para fazer frente ao McDonald’s, o Bob’s já traçou sua estratégia para 2006: novos lanches exatamente para o público jovem, revela o diretor de marketing, expansão e franquias do Bob’s, Flavio Maia. Além disso, a rede, que opera no mercado nacional há 50 anos, expande o número de lojas de 468 para 506 até o final de 2006.

“Estamos também prospectando pontos-de-venda em São Bernardo e em São Caetano. Existe a possibilidade de abrirmos mais um em Santo André”, anuncia Maia.

Embora seja novo no mercado brasileiro, o Burger King, com um ano de vida, agitou a concorrência, principalmente no Grande ABC, com a inauguração da loja do ABC Plaza Shopping. Pretende abrir 50 lojas em todo o país ao longo dos próximos cinco anos.

Correndo por fora, mas com grandes pretensões, a brasiliense Giraffas, especializada em refeições rápidas de baixo custo baseadas em um cardápio essencialmente brasileiro, como feijoada e sanduíches de calabresa, irá investir pesado em 2006 em uma nova linha de sorvetes leves (casquinhas e sundaes). “Houve uma expressiva alta de 15% na demanda pelo produto entre o começo e o final de 2005”, sustenta o diretor operacional da rede, Marijone Ribeiro.

Outra novidade para 2006 é a abertura de 32 novos pontos-de-venda espalhados pelo Brasil, a maioria concentrada em São Paulo, com 12. O Grande ABC também está na mira do Giraffas. “Temos quase certeza de que haverá duas novas unidades no ABC”, diz Marijone.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;