Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Numa ilha, sem comunicação


Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

14/05/2015 | 07:00


Único vereador do PTB de São Bernardo, João Batista reclamava com frequência do partido. Sentia que as atividades da legenda estavam paradas. Nada acontecia. A sigla petebista estava no arco de alianças do prefeito Luiz Marinho desde 2009, quando o PT retomou o Paço. Agora, porém, o PTB resolveu agir. A executiva estadual anunciou que estará ao lado do PPS na cidade. Inclusive, há grande possibilidade de indicar o vice na chapa que concorrerá ao Paço no ano que vem. Com isso, o partido deixa a base aliada do governo para adotar postura de oposição. Muita coisa aconteceu em curto espaço de tempo. E João Batista não tem do que reclamar, certo? Errado. O parlamentar continua insatisfeito. Agora com o fato de não ter sido comunicado oficialmente das mudanças. “Não fui avisado de nada, não sou marionete, fui eleito pela sociedade e mereço ser respeitado. Me sinto como um apêndice, que é cortado e jogado fora.” O vereador aguarda diálogo com a cúpula municipal da legenda nos próximos dias para tomar ciência da situação. Mas não esconde a mágoa, apesar de sua saída do PTB estar descartada.

Desconfiança
Vereador de São Bernardo, Gilberto França (PMDB) integra o G-9, grupo de nove parlamentares que fazem parte da base aliada do governo, mas se rebelaram e, agora, se dizem independentes. Ocorre que o peemedebista esteve terça-feira na reunião do prefeito Luiz Marinho (PT) com o bloco do PT. Os colegas estão desconfiados que Gilberto roeu a corda.

Aproximação
O advogado Raimundo Salles (PPS) se reuniu ontem com o presidente do PSB de Santo André, Donay Neto. Nos bastidores, comenta-se que o encontro seria tentativa de reaproximação com o ex-prefeito Aidan Ravin (PSB). Ambos são pré-candidatos ao Paço. PPS e PSB estudam fusão, mas as possibilidades de eles continuarem no mesmo partido é quase nula. Salles e Aidan estariam em busca de acordo para um não atacar o outro na corrida eleitoral. E mais: possivelmente estariam juntos no segundo turno.

Confiança
Erick de Paula, presidente do PT de Rio Grande da Serra, é contundente: assinará a candidatura de Claudinho da Geladeira (PT) à Prefeitura em 2016. O dirigente partidário descarta qualquer interferência de lideranças petistas de fora da cidade ou da executiva estadual. Nos bastidores, porém, há quem diga que o projeto do ex-vereador pode, sim, sofrer interferência, pois o atual prefeito Gabriel Maranhão (PSDB) apoiou a reeleição de Dilma Rousseff ano passado. Mas Claudinho lidera as intenções de voto, segundo o DGABC Pesquisas. E isso conta a favor dele neste momento. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Numa ilha, sem comunicação

Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

14/05/2015 | 07:00


Único vereador do PTB de São Bernardo, João Batista reclamava com frequência do partido. Sentia que as atividades da legenda estavam paradas. Nada acontecia. A sigla petebista estava no arco de alianças do prefeito Luiz Marinho desde 2009, quando o PT retomou o Paço. Agora, porém, o PTB resolveu agir. A executiva estadual anunciou que estará ao lado do PPS na cidade. Inclusive, há grande possibilidade de indicar o vice na chapa que concorrerá ao Paço no ano que vem. Com isso, o partido deixa a base aliada do governo para adotar postura de oposição. Muita coisa aconteceu em curto espaço de tempo. E João Batista não tem do que reclamar, certo? Errado. O parlamentar continua insatisfeito. Agora com o fato de não ter sido comunicado oficialmente das mudanças. “Não fui avisado de nada, não sou marionete, fui eleito pela sociedade e mereço ser respeitado. Me sinto como um apêndice, que é cortado e jogado fora.” O vereador aguarda diálogo com a cúpula municipal da legenda nos próximos dias para tomar ciência da situação. Mas não esconde a mágoa, apesar de sua saída do PTB estar descartada.

Desconfiança
Vereador de São Bernardo, Gilberto França (PMDB) integra o G-9, grupo de nove parlamentares que fazem parte da base aliada do governo, mas se rebelaram e, agora, se dizem independentes. Ocorre que o peemedebista esteve terça-feira na reunião do prefeito Luiz Marinho (PT) com o bloco do PT. Os colegas estão desconfiados que Gilberto roeu a corda.

Aproximação
O advogado Raimundo Salles (PPS) se reuniu ontem com o presidente do PSB de Santo André, Donay Neto. Nos bastidores, comenta-se que o encontro seria tentativa de reaproximação com o ex-prefeito Aidan Ravin (PSB). Ambos são pré-candidatos ao Paço. PPS e PSB estudam fusão, mas as possibilidades de eles continuarem no mesmo partido é quase nula. Salles e Aidan estariam em busca de acordo para um não atacar o outro na corrida eleitoral. E mais: possivelmente estariam juntos no segundo turno.

Confiança
Erick de Paula, presidente do PT de Rio Grande da Serra, é contundente: assinará a candidatura de Claudinho da Geladeira (PT) à Prefeitura em 2016. O dirigente partidário descarta qualquer interferência de lideranças petistas de fora da cidade ou da executiva estadual. Nos bastidores, porém, há quem diga que o projeto do ex-vereador pode, sim, sofrer interferência, pois o atual prefeito Gabriel Maranhão (PSDB) apoiou a reeleição de Dilma Rousseff ano passado. Mas Claudinho lidera as intenções de voto, segundo o DGABC Pesquisas. E isso conta a favor dele neste momento. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;