Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Familiares esperam pela libertação dos marinheiros no Irã


Da AFP

01/04/2007 | 16:31


Enquanto Londres e Teerã não se entendem, os familiares dos 15 marinheiros britânicos capturados em 23 de março manifestam sua preocupação à imprensa e pedem a rápida libertação dos presos apesar dos entraves políticos.

Sandra, a mãe de Adam Sperry, 22 anos, enviou uma mensagem às autoridades iranianas declarando: "Eu estou muito orgulhosa do meu filho. Só quero que ele volte para casa", destaca o jornal Daily Telegraph.

Adam, um fuzileiro da Marinha encarregado de uma missão da ONU (Organização das Nações Unidas) de inspecionar as cargas dos barcos no Golfo, "só estava ajudando os iraquianos a impedir o tráfico", explica sua mãe na carta.

No entanto, a crise entrou em sua segunda semana sem sinais de um rápido desfecho e a angústia dos parentes aumenta.

Membros das famílias dos 15 marinheiros e fuzileiros explicaram que têm confiança. Alguns deles reconhecem que ficaram mais tranqüilos de vê-los aparentemente bem-tratados e com boa saúde nos vídeos divulgados pelo Irã.

Nathan Summers, 21 anos, e Faye Turney, 26, apareceram em trechos de vídeos iranianos confessando terem entrado em águas territoriais iranianas, o que a Grã-Bretanha desmente.

"Nathan deve ter tido que aceitar o que lhe pediram para que a situação continue calma. É incorreto exibir os presos na televisão", afirmou Roy, pai de Nathan Summers. "Meu filho não fala assim. Em geral, Nathan não é de falar muito. É evidente que lhe deram um texto", declarou Roy Summers, de 50 anos, ao The Sun.

"No entanto, não posso explicar até que ponto é um alívio ver que meu filho está vivo e com saúde", continuou.

O pai de Nathan Summers, Nick, que também é um membro da Royal Navy, pediu a ele que "resistisse".

O marido de Faye Turney, a primeira que apareceu na televisão, com a cabeça coberta com um véu preto, não quis falar com a imprensa e pediu que sua vida privada fosse protegida "neste momento particularmente difícil". A marinheira de primeira classe é mãe de uma menina de três anos.

Sua amiga Aileen Parry lamentou o fato de Faye ter se tornado "um peão num jogo político", em entrevista ao Sunday Mirror.

Os presos identificados pela imprensa britânica são Nathan Summers, de 21 anos, Adam Sperry, de 22, Danny Masterton, de 26, Joe Tindell, de 21, Paul Barton, de 21, e a única mulher do grupo, Faye Turney, de 26.

O pai de Danny Masterton, que tem o mesmo nome, declarou ao Daily Telegraph: "A única coisa que queremos é que Danny volte para casa, recebemos muito apoio, mas temos simplesmente que esperar e ver o que vai acontecer".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Familiares esperam pela libertação dos marinheiros no Irã

Da AFP

01/04/2007 | 16:31


Enquanto Londres e Teerã não se entendem, os familiares dos 15 marinheiros britânicos capturados em 23 de março manifestam sua preocupação à imprensa e pedem a rápida libertação dos presos apesar dos entraves políticos.

Sandra, a mãe de Adam Sperry, 22 anos, enviou uma mensagem às autoridades iranianas declarando: "Eu estou muito orgulhosa do meu filho. Só quero que ele volte para casa", destaca o jornal Daily Telegraph.

Adam, um fuzileiro da Marinha encarregado de uma missão da ONU (Organização das Nações Unidas) de inspecionar as cargas dos barcos no Golfo, "só estava ajudando os iraquianos a impedir o tráfico", explica sua mãe na carta.

No entanto, a crise entrou em sua segunda semana sem sinais de um rápido desfecho e a angústia dos parentes aumenta.

Membros das famílias dos 15 marinheiros e fuzileiros explicaram que têm confiança. Alguns deles reconhecem que ficaram mais tranqüilos de vê-los aparentemente bem-tratados e com boa saúde nos vídeos divulgados pelo Irã.

Nathan Summers, 21 anos, e Faye Turney, 26, apareceram em trechos de vídeos iranianos confessando terem entrado em águas territoriais iranianas, o que a Grã-Bretanha desmente.

"Nathan deve ter tido que aceitar o que lhe pediram para que a situação continue calma. É incorreto exibir os presos na televisão", afirmou Roy, pai de Nathan Summers. "Meu filho não fala assim. Em geral, Nathan não é de falar muito. É evidente que lhe deram um texto", declarou Roy Summers, de 50 anos, ao The Sun.

"No entanto, não posso explicar até que ponto é um alívio ver que meu filho está vivo e com saúde", continuou.

O pai de Nathan Summers, Nick, que também é um membro da Royal Navy, pediu a ele que "resistisse".

O marido de Faye Turney, a primeira que apareceu na televisão, com a cabeça coberta com um véu preto, não quis falar com a imprensa e pediu que sua vida privada fosse protegida "neste momento particularmente difícil". A marinheira de primeira classe é mãe de uma menina de três anos.

Sua amiga Aileen Parry lamentou o fato de Faye ter se tornado "um peão num jogo político", em entrevista ao Sunday Mirror.

Os presos identificados pela imprensa britânica são Nathan Summers, de 21 anos, Adam Sperry, de 22, Danny Masterton, de 26, Joe Tindell, de 21, Paul Barton, de 21, e a única mulher do grupo, Faye Turney, de 26.

O pai de Danny Masterton, que tem o mesmo nome, declarou ao Daily Telegraph: "A única coisa que queremos é que Danny volte para casa, recebemos muito apoio, mas temos simplesmente que esperar e ver o que vai acontecer".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;