Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sobrinho de Delfim Neto morre afogado em Ubatuba


Do Diário do Grande ABC

29/01/2000 | 12:48


O comerciante Alexandre Leal, 24 anos, sobrinho do deputado federal Delfim Neto, foi encontrado morto na Praia do Perequê-Mirim, em Ubatuba, por volta das 18h20 de sexta-feira. Segundo o Corpo de Bombeiros, um banhista encontrou o corpo boiando e o arrastou até a areia na tentativa de salvá-lo, porém Alexandre já estava morto.

A policia informou que o carro da vítima, uma Saveiro preta, também foi encontrado na mesma praia, mas sem nenhum documento. Nao há suspeita de latrocínio. Os pais Alvaro Leal e Maria Alice afirmaram à polícia que o filho nadava muito bem. A perícia técnica confirmou que Alexandre morreu afogado e deve ter tido um mal súbito quando estava no mar. Ele era comerciante e morava no Itaim, em Sao Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sobrinho de Delfim Neto morre afogado em Ubatuba

Do Diário do Grande ABC

29/01/2000 | 12:48


O comerciante Alexandre Leal, 24 anos, sobrinho do deputado federal Delfim Neto, foi encontrado morto na Praia do Perequê-Mirim, em Ubatuba, por volta das 18h20 de sexta-feira. Segundo o Corpo de Bombeiros, um banhista encontrou o corpo boiando e o arrastou até a areia na tentativa de salvá-lo, porém Alexandre já estava morto.

A policia informou que o carro da vítima, uma Saveiro preta, também foi encontrado na mesma praia, mas sem nenhum documento. Nao há suspeita de latrocínio. Os pais Alvaro Leal e Maria Alice afirmaram à polícia que o filho nadava muito bem. A perícia técnica confirmou que Alexandre morreu afogado e deve ter tido um mal súbito quando estava no mar. Ele era comerciante e morava no Itaim, em Sao Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;