Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

S.Leopoldo está cansada de ser vice


João Guimarães
Do Diário do Grande ABC

21/01/2008 | 07:06


“Estou cansado de ser vice”, afirma o presidente da escola de samba Mocidade Alegre de São Leopoldo, Américo Antônio Morales, 47 anos. A agremiação de São Bernardo acumula um título de campeã e outros quatro de vice nos últimos seis anos.

A aposta é o samba-enredo O planeta está com febre e o remédio é a consciência para que lutem contra o aquecimento global. “Queremos conscientizar a população”, afirma Morales.

Para transformar em samba um dos temas mais recorrentes da atualidade, o carnavalesco Alexandre Callegari abusou das fantasias inspiradas em desastres ecológicos, como o derretimento de geleiras e as grandes enchentes. “O abre-alas terá um monstro que representa a destruição”, explica Morales.

A organização mundial de combate aos crimes ecológicos Greenpeace receberá uma justa homenagem no desfile. Serão duas surpresas: uma ala totalmente fantasiada como os ativistas da organização e o segundo carro da escola, que virá com uma baleia encalhada sendo salva pelos membros da entidade.

Morales está confiante no trabalho e no título. “Este enredo é muito forte”, completa.

Mocidade Alegre de São Leopoldo Componentes: 460

Alas: 12

Carros alegóricos: 3

Fundação: 22 de março de 1998

Samba-enredo: O planeta está com febre e o remédio é a consciência para que lutem contra o aquecimento global

Presidente: Américo

Antônio Morales

Carnavalesco: Alexandre Callegari



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Leopoldo está cansada de ser vice

João Guimarães
Do Diário do Grande ABC

21/01/2008 | 07:06


“Estou cansado de ser vice”, afirma o presidente da escola de samba Mocidade Alegre de São Leopoldo, Américo Antônio Morales, 47 anos. A agremiação de São Bernardo acumula um título de campeã e outros quatro de vice nos últimos seis anos.

A aposta é o samba-enredo O planeta está com febre e o remédio é a consciência para que lutem contra o aquecimento global. “Queremos conscientizar a população”, afirma Morales.

Para transformar em samba um dos temas mais recorrentes da atualidade, o carnavalesco Alexandre Callegari abusou das fantasias inspiradas em desastres ecológicos, como o derretimento de geleiras e as grandes enchentes. “O abre-alas terá um monstro que representa a destruição”, explica Morales.

A organização mundial de combate aos crimes ecológicos Greenpeace receberá uma justa homenagem no desfile. Serão duas surpresas: uma ala totalmente fantasiada como os ativistas da organização e o segundo carro da escola, que virá com uma baleia encalhada sendo salva pelos membros da entidade.

Morales está confiante no trabalho e no título. “Este enredo é muito forte”, completa.

Mocidade Alegre de São Leopoldo Componentes: 460

Alas: 12

Carros alegóricos: 3

Fundação: 22 de março de 1998

Samba-enredo: O planeta está com febre e o remédio é a consciência para que lutem contra o aquecimento global

Presidente: Américo

Antônio Morales

Carnavalesco: Alexandre Callegari

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;