Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Para Luizão, pênalti foi presente


Do Diário OnLine

30/06/2002 | 12:07


A trajetória brasileira na Copa de 2002 foi facilitada pelo árbitro sul-coreano Kim Young-Joo. Foi ele quem marcou um pênalti irregular a favor do Brasil na partida de estréia, contra a Turquia, a poucos minutos do final — até então, as equipes empatavam em 1 a 1. Rivaldo cobrou e marcou o gol que deu a vitória à Seleção.

Além do sul-coreano e de Rivaldo, o lance teve um outro personagem importante. Foi Luizão quem cavou o pênalti — ele sofreu a falta, mas fora da área. "Foi um presente poder entrar logo no primeiro jogo, conseguir conduzir a bola e cavar aquele pênalti que deu a vitória ao Brasil", disse neste domingo o atacante, que entrara no lugar de Ronaldinho aos 30 do segundo tempo.

Segundo Luizão, aquele foi o jogo mais importante de sua vida. "Agradeço a oportunidade que recebi do professor Felipe, em um momento tão difícil na minha vida", disse o atleta, que machucou o joelho seriamente no ano passado.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;