Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

É verdade?

Flavio Briatore e Pat Symonds foram demitidos, entre aspas, da Renault. A punição que o chefão e o diretor de engenharia da escuderia...


Especial para o Diário

18/09/2009 | 00:00


Flavio Briatore e Pat Symonds foram demitidos, entre aspas, da Renault. A punição que o chefão e o diretor de engenharia da escuderia receberão da FIA será exemplar.

A alta cúpula da Renault sabe perfeitamente que se não tomasse providência, sobraria para a empresa respingos da decisão do Conselho Mundial de Esporte a Motor da FIA.

O mundo da Fórmula 1 estará com todas as atenções voltadas para a praça da Bastilha na segunda-feira. Ali é a sede da entidade, bem de frente para onde muitas cabeças foram decepadas na Revolução Francesa.

O que precisa ficar claro é que Nelsinho Piquet, mesmo colaborando com as investigações sobre o acidente-marmelada do GP de Cingapura do ano passado, não poderia ficar impune. Ele merece pelo menos punição exemplar. Afinal, concordou com a trapaça para favorecer Fernando Alonso espatifando seu carro em uma das curvas do circuito.

ESPERNEIA MURICY!

O técnico do Palmeiras tem toda razão em reclamar da mudança na tabela do Brasileiro. Sua equipe jogaria domingo, contra o Cruzeiro em Belo Horizonte. Vai ficar, porém, dez dias sem atividade oficial.

A Globo não tinha evento esportivo para ser transmitido para o Estado de São Paulo na quarta-feira, dia 23. Como já havia mudado dois jogos do Corinthians - um antecipado e outro adiado -, foi a vez de sacrificar o Palmeiras.

O pior de tudo é que o próximo jogo do Verdão será no outro sábado, dia 26, em casa, contra o Atlético-PR. Portanto, dois dias apenas para viajar, descansar e treinar.

Esse absurdo só acontece porque, lamentavelmente, os cartolas permitiram que a Rede Globo fosse a dona do futebol brasileiro.

O grosso do dinheiro arrecadado pelo futebol vem da emissora e nos últimos anos tudo ficou cômodo para todas as partes.

Já disse várias vezes que o futebol nacional será muito mais rico e valorizado quando as receitas forem equilibradas. Televisão, marketing, sócios, renda dos jogos, entre outras coisas, deveriam fazer parte proporcional da receita dos clubes.

Uma hora a casa cai e o vaso quebra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;