Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Visita de Clinton fortalece papel do Vietna na Asean


Do Diário do Grande ABC

13/11/2000 | 10:32


A visita de Bill Clinton a partir de quinta-feira ao Vietna permitirá a Hanói reforçar seu papel na Associaçao de Naçoes do Sudeste Asiático (Asean), onde a metade dos países membros enfrenta uma instabilidade econômica e uma incerteza política.

``A Asean está em dificuldades, seis dos países membros da organizaçao enfrentam uma instabilidade interna ou uma incerteza política - Indonésia, Filipinas, Malásia, Birmânia e Laos -, enquanto o Vietna já tem uma imagem de bom aluno da Asean'', declarou de maneira anônima um diplomata asiático creditado em Hanói.

O Vietna, que ocupa atualmente a presidência rotativa da Asean, que agrupa Birmânia, Brunei, Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietna, ou seja, os dez países da regiao, ``pode desempenhar um papel determinante, lançando iniciativas em nome da organizaçao'', disse.

A opçao do presidente norte-americano de ir ao Vietna em sua última viagem ao estrangeiro antes de terminar sua presidência ``deve incentivar Hanói a desempenhar um papel construtivo nos assuntos regionais'', destacou por sua parte um especialista nas relaçoes entre Estados Unidos e Vietna.

``Bill Clinton dirá aos dirigentes vietnamitas que têm muito a ganhar ao estender sua cooperaçao regional e sua visita dará ao Vietna uma nova perspectiva na conduçao de suas relaçoes internacionais'', destacou o professor Carl Thayer, do Instituto de estudos da segurança no Sudeste da Asia, com sede no Havaí.

O Vietna pode também tentar aproveitar seu novo perfil internacional para reforçar seu papel ante Pequim, que continua sendo o principal interlocutor da Asean.

Se as relaçoes entre Hanói e Pequim foram descritas recentemente pelo primeiro-ministro vietnamita Phm Van Jai como ``melhores que nunca'', uma rivalidade continua vigente entre os dois vizinhos no cenário regional.

O presidente chinês Jiang Zemin acaba de fazer uma visita ao Laos e irá esta semana ao Camboja para reforçar a influencia de Pequim na regiao.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Visita de Clinton fortalece papel do Vietna na Asean

Do Diário do Grande ABC

13/11/2000 | 10:32


A visita de Bill Clinton a partir de quinta-feira ao Vietna permitirá a Hanói reforçar seu papel na Associaçao de Naçoes do Sudeste Asiático (Asean), onde a metade dos países membros enfrenta uma instabilidade econômica e uma incerteza política.

``A Asean está em dificuldades, seis dos países membros da organizaçao enfrentam uma instabilidade interna ou uma incerteza política - Indonésia, Filipinas, Malásia, Birmânia e Laos -, enquanto o Vietna já tem uma imagem de bom aluno da Asean'', declarou de maneira anônima um diplomata asiático creditado em Hanói.

O Vietna, que ocupa atualmente a presidência rotativa da Asean, que agrupa Birmânia, Brunei, Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietna, ou seja, os dez países da regiao, ``pode desempenhar um papel determinante, lançando iniciativas em nome da organizaçao'', disse.

A opçao do presidente norte-americano de ir ao Vietna em sua última viagem ao estrangeiro antes de terminar sua presidência ``deve incentivar Hanói a desempenhar um papel construtivo nos assuntos regionais'', destacou por sua parte um especialista nas relaçoes entre Estados Unidos e Vietna.

``Bill Clinton dirá aos dirigentes vietnamitas que têm muito a ganhar ao estender sua cooperaçao regional e sua visita dará ao Vietna uma nova perspectiva na conduçao de suas relaçoes internacionais'', destacou o professor Carl Thayer, do Instituto de estudos da segurança no Sudeste da Asia, com sede no Havaí.

O Vietna pode também tentar aproveitar seu novo perfil internacional para reforçar seu papel ante Pequim, que continua sendo o principal interlocutor da Asean.

Se as relaçoes entre Hanói e Pequim foram descritas recentemente pelo primeiro-ministro vietnamita Phm Van Jai como ``melhores que nunca'', uma rivalidade continua vigente entre os dois vizinhos no cenário regional.

O presidente chinês Jiang Zemin acaba de fazer uma visita ao Laos e irá esta semana ao Camboja para reforçar a influencia de Pequim na regiao.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;