Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Manoel e Diniz planejam projeto conjunto para o Paço de Mauá

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Irmãos se realinham para fortalecer oposição ao governo petista de Donisete Braga em 2016


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

06/05/2015 | 07:00


 Irmãos, o vereador Manoel Lopes (DEM) e o ex-prefeito Diniz Lopes (PR) colocaram as rusgas de lado e passaram a formatar, em conjunto, projeto eleitoral para impedir a reeleição do prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT), em 2016. A aproximação mira ocupar o espaço da desarticulada oposição na cidade e aposta no discurso antipetista, apoiado na crise institucional do partido, para chegar ao Paço.

A indicação é para que a chapa majoritária seja composta pelos irmãos Lopes. Quem encabeçara o projeto, no entanto, terá de passar por extensa discussão. O legado de seis mandatos de Manoel, hoje o principal opositor do PT na Câmara, seria assumido por sua mulher, a ex-secretária de Educação Ângela Donatiello Lopes (DEM) ou por sua filha, Bianca Donatiello Lopes, que preside o PSD no município.

“Se a gente puder formar uma dupla, uma chapa entre irmãos, será histórico. Temos visões políticas diferentes e cada um tem o seu eleitorado. O nome da família Lopes é muito respeitado na cidade. Estamos conversando bastante”, comentou Diniz. Manoel destacou que a reaproximação é para valer e que jamais descartaria a composição com o irmão. “Tenho pretensão de ser candidato a prefeito, por que não? Estamos conversando bastante e vamos definir um rumo em breve.”

Diniz e Manoel estiveram juntos na política pela última vez na eleição de 2008, quando o republicano disputou a Prefeitura e o democrata, cadeira na Câmara. A aliança, no entanto, durou pouco. Diniz declarou apoio ao ex-prefeito Oswaldo Dias (PT), que venceu o segundo turno contra Chiquinho do Zaíra (PTdoB) e recebeu o comando da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) em troca. Na primeira semana da legislatura 2009-2012, Manoel apresentou requerimentos de informação questionando atos do irmão na autarquia.

O cenário que se desenha para a disputa pelo Paço em 2016 foi classificado de “tiroteio” por Diniz. Entre os postulantes, Donisete é o único confirmado na disputa. Porém, o deputado estadual Atila Jacomussi (PCdoB) rompeu com o petista e articula candidatura nos bastidores. A também parlamentar paulista Vanessa Damo (PMDB), que disputou a eleição de 2012 até o segundo turno, ainda não apresentou projeto eleitoral, o que tem causado dúvida na oposição.

“Vejo o Donisete atirando no Atila, o Atila no Donisete, a Vanessa atira nos dois. É um tiroteio, parece que estamos no Rio de Janeiro. Até por isso, eu, por enquanto, quero me manter fora disso para não ser atingido por uma bala perdida”, sugeriu o republicano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Manoel e Diniz planejam projeto conjunto para o Paço de Mauá

Irmãos se realinham para fortalecer oposição ao governo petista de Donisete Braga em 2016

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

06/05/2015 | 07:00


 Irmãos, o vereador Manoel Lopes (DEM) e o ex-prefeito Diniz Lopes (PR) colocaram as rusgas de lado e passaram a formatar, em conjunto, projeto eleitoral para impedir a reeleição do prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT), em 2016. A aproximação mira ocupar o espaço da desarticulada oposição na cidade e aposta no discurso antipetista, apoiado na crise institucional do partido, para chegar ao Paço.

A indicação é para que a chapa majoritária seja composta pelos irmãos Lopes. Quem encabeçara o projeto, no entanto, terá de passar por extensa discussão. O legado de seis mandatos de Manoel, hoje o principal opositor do PT na Câmara, seria assumido por sua mulher, a ex-secretária de Educação Ângela Donatiello Lopes (DEM) ou por sua filha, Bianca Donatiello Lopes, que preside o PSD no município.

“Se a gente puder formar uma dupla, uma chapa entre irmãos, será histórico. Temos visões políticas diferentes e cada um tem o seu eleitorado. O nome da família Lopes é muito respeitado na cidade. Estamos conversando bastante”, comentou Diniz. Manoel destacou que a reaproximação é para valer e que jamais descartaria a composição com o irmão. “Tenho pretensão de ser candidato a prefeito, por que não? Estamos conversando bastante e vamos definir um rumo em breve.”

Diniz e Manoel estiveram juntos na política pela última vez na eleição de 2008, quando o republicano disputou a Prefeitura e o democrata, cadeira na Câmara. A aliança, no entanto, durou pouco. Diniz declarou apoio ao ex-prefeito Oswaldo Dias (PT), que venceu o segundo turno contra Chiquinho do Zaíra (PTdoB) e recebeu o comando da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) em troca. Na primeira semana da legislatura 2009-2012, Manoel apresentou requerimentos de informação questionando atos do irmão na autarquia.

O cenário que se desenha para a disputa pelo Paço em 2016 foi classificado de “tiroteio” por Diniz. Entre os postulantes, Donisete é o único confirmado na disputa. Porém, o deputado estadual Atila Jacomussi (PCdoB) rompeu com o petista e articula candidatura nos bastidores. A também parlamentar paulista Vanessa Damo (PMDB), que disputou a eleição de 2012 até o segundo turno, ainda não apresentou projeto eleitoral, o que tem causado dúvida na oposição.

“Vejo o Donisete atirando no Atila, o Atila no Donisete, a Vanessa atira nos dois. É um tiroteio, parece que estamos no Rio de Janeiro. Até por isso, eu, por enquanto, quero me manter fora disso para não ser atingido por uma bala perdida”, sugeriu o republicano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;