Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Corpo algemado é de empresário sequestrado


Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/11/2012 | 07:00


A polícia identificou como o empresário Alecsandro da Silva Gomes, 38 anos, o corpo encontrado na madrugada de terça-feira no bairro Eldorado, em Diadema. Ele foi levado de sua concessionária de veículos de luxo na Zona Sul da Capital, na tarde de segunda-feira, por dois homens que se passaram por policiais civis, usando coletes à prova de bala e carro preto com giroflex, como se fosse uma viatura.

Apesar de seus familiares receberem ligações dos suspeitos exigindo dinheiro pelo resgate, o que caracterizaria sequestro, policiais da DAS (Divisão Antissequestro) e do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), da Capital, que investigam o caso, trabalham com a possibilidade de execução. O corpo foi encontrado cerca de 12 horas após o empresário ser levado.

As imagens das câmeras de segurança mostram os dois criminosos deixando o local com um computador. As causas do crime ainda são desconhecidas. O empresário tem antecedente criminal por envolvimento com jogos de azar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corpo algemado é de empresário sequestrado

Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/11/2012 | 07:00


A polícia identificou como o empresário Alecsandro da Silva Gomes, 38 anos, o corpo encontrado na madrugada de terça-feira no bairro Eldorado, em Diadema. Ele foi levado de sua concessionária de veículos de luxo na Zona Sul da Capital, na tarde de segunda-feira, por dois homens que se passaram por policiais civis, usando coletes à prova de bala e carro preto com giroflex, como se fosse uma viatura.

Apesar de seus familiares receberem ligações dos suspeitos exigindo dinheiro pelo resgate, o que caracterizaria sequestro, policiais da DAS (Divisão Antissequestro) e do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), da Capital, que investigam o caso, trabalham com a possibilidade de execução. O corpo foi encontrado cerca de 12 horas após o empresário ser levado.

As imagens das câmeras de segurança mostram os dois criminosos deixando o local com um computador. As causas do crime ainda são desconhecidas. O empresário tem antecedente criminal por envolvimento com jogos de azar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;