Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Opinioes se dividem sobre decisao de juiz no Chile


Do Diário do Grande ABC

31/01/2000 | 11:21


A decisao de um juiz inglês favorável ao ex-ditador Augusto Pinochet foi recebida com alegria e tristeza pelos chilenos, nesta segunda-feira. Como em resoluçoes judiciais anteriores relativas a Pinochet, desde que foi detido em Londres, há 15 meses, a divisao que o ex-presidente desperta entre os chilenos refletiu-se novamente.

Na sede da Fundaçao Pinochet, algumas dezenas de partidários de Pinochet, principalmente mulheres que portavam fotos de seu líder, receberam com alvoroço a decisao judicial. Depois de gritar vivas a Pinochet, entonaram o hino nacional.

Na sede do Grupo de Familiares de Presos Desaparecidos, com cartazes das fotos de seus parentes mortos durante o governo Pinochet, a resoluçao foi encarada com calma, ainda que com evidente decepçao. ''Nao nos sentimos derrotados, porque avançamos consideravelmente. Nesta segunda-feira, completam-se 472 dias que Augusto Pinochet, o invencível, o intocável em nosso país, se encontra detido por uma ordem judicial do juiz Baltasar Garzón``, ressaltou a presidente dessa organizaçao, Viviana Díaz.

Ela afirmou que se o ex-ditador voltar ao Chile, sua organizaçao continuará exigindo daqueles que afirmaram que era possível julgar Pinochet no Chile que enfrente a Justiça. Viviana Díaz assegurou que, por meio da Anistia Internacional, apelarao desta decisao.

O chanceler chileno, Juan Gabriel Valdés, espera que o regresso de Pinochet ao país nao demore para acontecer. Um aviao da Força Aérea do Chile está em uma base britânica desde o fim de semana, aguardando para trasladar o general.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Opinioes se dividem sobre decisao de juiz no Chile

Do Diário do Grande ABC

31/01/2000 | 11:21


A decisao de um juiz inglês favorável ao ex-ditador Augusto Pinochet foi recebida com alegria e tristeza pelos chilenos, nesta segunda-feira. Como em resoluçoes judiciais anteriores relativas a Pinochet, desde que foi detido em Londres, há 15 meses, a divisao que o ex-presidente desperta entre os chilenos refletiu-se novamente.

Na sede da Fundaçao Pinochet, algumas dezenas de partidários de Pinochet, principalmente mulheres que portavam fotos de seu líder, receberam com alvoroço a decisao judicial. Depois de gritar vivas a Pinochet, entonaram o hino nacional.

Na sede do Grupo de Familiares de Presos Desaparecidos, com cartazes das fotos de seus parentes mortos durante o governo Pinochet, a resoluçao foi encarada com calma, ainda que com evidente decepçao. ''Nao nos sentimos derrotados, porque avançamos consideravelmente. Nesta segunda-feira, completam-se 472 dias que Augusto Pinochet, o invencível, o intocável em nosso país, se encontra detido por uma ordem judicial do juiz Baltasar Garzón``, ressaltou a presidente dessa organizaçao, Viviana Díaz.

Ela afirmou que se o ex-ditador voltar ao Chile, sua organizaçao continuará exigindo daqueles que afirmaram que era possível julgar Pinochet no Chile que enfrente a Justiça. Viviana Díaz assegurou que, por meio da Anistia Internacional, apelarao desta decisao.

O chanceler chileno, Juan Gabriel Valdés, espera que o regresso de Pinochet ao país nao demore para acontecer. Um aviao da Força Aérea do Chile está em uma base britânica desde o fim de semana, aguardando para trasladar o general.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;