Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ciclone destrói aldeias no Paquistao


Do Diário do Grande ABC

22/05/1999 | 13:05


Sob forte vento e intensa chuva, equipes de resgate chegaram neste sábado aos locais onde milhares de pessoas estavam isoladas por um mortífero ciclone que destruiu centenas de aldeias paquistanesas.

As difíceis condiçoes do tempo prejudicaram os esforços de resgate e busca de cadáveres. Inicialmente, foram encontrados 16 corpos, mas as autoridades informaram que pelo menos 700 pessoas desapareceram, temendo-se que estejam mortas, afogadas quando o ciclone atingiu a costa do Mar da Arábia quinta-feira com ventos de até 273 quilômetros por hora.

Grandes ondas cobriram inúmeras pequenas aldeias de pescadores a a 65 quilômetros a leste de Carachi. Durante a noite e esta manha, as equipes de resgate ajudaram a remover para local seguro milhares de pessoas sitiadas.

Exército, marinha e o departamento de saúde pública tentam levar água potável e alimentos aos lugares onde as vítimas das inundaçoes estao refugiadas.

Dois dias depois do desastre natural, as comunicaçoes deficientes e o mau tempo ainda nao permitiram o levantamento exato das vítimas. Todas as vias de acesso à regiao atingida estao alagados e as linhas telefônicas foram danificadas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ciclone destrói aldeias no Paquistao

Do Diário do Grande ABC

22/05/1999 | 13:05


Sob forte vento e intensa chuva, equipes de resgate chegaram neste sábado aos locais onde milhares de pessoas estavam isoladas por um mortífero ciclone que destruiu centenas de aldeias paquistanesas.

As difíceis condiçoes do tempo prejudicaram os esforços de resgate e busca de cadáveres. Inicialmente, foram encontrados 16 corpos, mas as autoridades informaram que pelo menos 700 pessoas desapareceram, temendo-se que estejam mortas, afogadas quando o ciclone atingiu a costa do Mar da Arábia quinta-feira com ventos de até 273 quilômetros por hora.

Grandes ondas cobriram inúmeras pequenas aldeias de pescadores a a 65 quilômetros a leste de Carachi. Durante a noite e esta manha, as equipes de resgate ajudaram a remover para local seguro milhares de pessoas sitiadas.

Exército, marinha e o departamento de saúde pública tentam levar água potável e alimentos aos lugares onde as vítimas das inundaçoes estao refugiadas.

Dois dias depois do desastre natural, as comunicaçoes deficientes e o mau tempo ainda nao permitiram o levantamento exato das vítimas. Todas as vias de acesso à regiao atingida estao alagados e as linhas telefônicas foram danificadas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;