Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Lentes da população
retratam bairros
de São Caetano

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Projeto Expedições Fotográficas incentiva moradores a clicarem a cidade


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

28/07/2013 | 07:00


Houve um tempo em que fotografar era coisa de gente abastada. Apenas as famílias ricas e tradicionais podiam pagar pelos serviços de um fotógrafo profissional, que trabalhava com máquinas enormes e pesadonas. Com o avanço da tecnologia, hoje a foto está acessível para muitos por meio de equipamentos portáteis, tablets e celulares, dos mais simples aos mais avançados. Por isso, documentar o cotidiano tornou-se muito mais fácil.

Pensando nisso, a Fundação Pró-Memória de São Caetano lançou o projeto Expedições Fotográficas: Um Novo Olhar Sobre o Bairro. A ideia, conforme a presidente da fundação, Sonia Xavier, surgiu da necessidade de documentar a cidade como se encontra atualmente. “Nosso acervo tem muitas fotos antigas dos bairros, mas pouca coisa de agora. Por isso, resolvemos estimular os próprios cidadãos a fotografarem as peculiaridades do lugar onde vivem.”

O projeto integra a ação Prefeitura Perto de Você, que leva diversos serviços da administração municipal para os bairros, sempre aos fins de semana. No dia 20, ocorreu no Parque Chico Mendes e, por isso, a primeira Expedição Fotográfica foi realizada nos bairros Oswaldo Cruz e Cerâmica, próximos à área verde, que fica na Vila São José. “Muita gente queria fotografar o parque nesta edição. Isso será possível no dia 10 de agosto, quando faremos a expedição na Vila São José”, destaca Sonia.

Para participar do projeto, basta ter máquina fotográfica, celular ou outro dispositivo que tire fotos. A cada edição do Prefeitura Perto de Você, os interessados em fazer a expedição se reúnem em frente ao estande da instituição e recebem as orientações de um funcionário a fim de percorrer roteiro sugerido pelo bairro, durante o qual têm total liberdade de registrar o que desejarem.

Aqueles que não querem acompanhar o grupo recebem mapa com os principais pontos da localidade e podem seguir sozinhos, registrando o que o olhar captura pela cidade. Vale fazer fotos do cotidiano ou ainda de patrimônios históricos espalhados pelo município.

A cada edição do projeto, são escolhidas as 20 melhores fotos, que ficam disponíveis no site da Fundação (http://www.fpm.org.br/). Basta acessar a aba Projetos e clicar na matéria sobre a expedição para visualizar as escolhidas. As imagens da primeira edição já podem ser conferidas por lá.

HOBBY
A atendente Maria Edite Ribeiro, 56 anos e moradora de Mauá, participou da atividade. Apesar de não morar em São Caetano, ela adora fotografar as cidades da região e a Capital e se interessou em fazer parte do projeto. “Tenho mais de 3.000 fotos de vários lugares que guardo com muito carinho. São cenas do cotidiano e detalhes que gosto de observar.”

Entre as imagens que Maria Edite fez na primeira edição do projeto estão um ponto de ônibus na Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira e um pé de mamão carregado da fruta no quintal de uma casa na Rua 1º de Maio. “Para fotografar, é preciso ter olhar atento e tranquilidade na alma para captar a vida”, filosofa a fotógrafa amadora.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lentes da população
retratam bairros
de São Caetano

Projeto Expedições Fotográficas incentiva moradores a clicarem a cidade

Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

28/07/2013 | 07:00


Houve um tempo em que fotografar era coisa de gente abastada. Apenas as famílias ricas e tradicionais podiam pagar pelos serviços de um fotógrafo profissional, que trabalhava com máquinas enormes e pesadonas. Com o avanço da tecnologia, hoje a foto está acessível para muitos por meio de equipamentos portáteis, tablets e celulares, dos mais simples aos mais avançados. Por isso, documentar o cotidiano tornou-se muito mais fácil.

Pensando nisso, a Fundação Pró-Memória de São Caetano lançou o projeto Expedições Fotográficas: Um Novo Olhar Sobre o Bairro. A ideia, conforme a presidente da fundação, Sonia Xavier, surgiu da necessidade de documentar a cidade como se encontra atualmente. “Nosso acervo tem muitas fotos antigas dos bairros, mas pouca coisa de agora. Por isso, resolvemos estimular os próprios cidadãos a fotografarem as peculiaridades do lugar onde vivem.”

O projeto integra a ação Prefeitura Perto de Você, que leva diversos serviços da administração municipal para os bairros, sempre aos fins de semana. No dia 20, ocorreu no Parque Chico Mendes e, por isso, a primeira Expedição Fotográfica foi realizada nos bairros Oswaldo Cruz e Cerâmica, próximos à área verde, que fica na Vila São José. “Muita gente queria fotografar o parque nesta edição. Isso será possível no dia 10 de agosto, quando faremos a expedição na Vila São José”, destaca Sonia.

Para participar do projeto, basta ter máquina fotográfica, celular ou outro dispositivo que tire fotos. A cada edição do Prefeitura Perto de Você, os interessados em fazer a expedição se reúnem em frente ao estande da instituição e recebem as orientações de um funcionário a fim de percorrer roteiro sugerido pelo bairro, durante o qual têm total liberdade de registrar o que desejarem.

Aqueles que não querem acompanhar o grupo recebem mapa com os principais pontos da localidade e podem seguir sozinhos, registrando o que o olhar captura pela cidade. Vale fazer fotos do cotidiano ou ainda de patrimônios históricos espalhados pelo município.

A cada edição do projeto, são escolhidas as 20 melhores fotos, que ficam disponíveis no site da Fundação (http://www.fpm.org.br/). Basta acessar a aba Projetos e clicar na matéria sobre a expedição para visualizar as escolhidas. As imagens da primeira edição já podem ser conferidas por lá.

HOBBY
A atendente Maria Edite Ribeiro, 56 anos e moradora de Mauá, participou da atividade. Apesar de não morar em São Caetano, ela adora fotografar as cidades da região e a Capital e se interessou em fazer parte do projeto. “Tenho mais de 3.000 fotos de vários lugares que guardo com muito carinho. São cenas do cotidiano e detalhes que gosto de observar.”

Entre as imagens que Maria Edite fez na primeira edição do projeto estão um ponto de ônibus na Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira e um pé de mamão carregado da fruta no quintal de uma casa na Rua 1º de Maio. “Para fotografar, é preciso ter olhar atento e tranquilidade na alma para captar a vida”, filosofa a fotógrafa amadora.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;