Fechar
Publicidade

Sábado, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bolsonaro faz novas críticas à OMS e renova apelos por reabertura

Antonio Cruz/ABr/Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


18/06/2020 | 20:01


O presidente Jair Bolsonaro fez nesta quinta-feira (18) novas críticas à Organização Mundial da Saúde (OMS). Em transmissão de vídeo nas redes sociais, o presidente da República disse que a instituição internacional tem tido uma postura vacilante durante a pandemia da covid-19.

"A OMS fica o tempo todo num vai e vem, a máscara protege, depois não protege, a questão da hidroxicloroquina, ''não vamos mais sugerir pesquisas'', depois volta atrás. Nossa OMS está deixando muito a desejar nessa área. Fala-se tanto em foco em ciência, o que menos tem de ciência é a OMS, não acerta nada", criticou Bolsonaro.

Na live, o presidente também minimizou discussões recentes causadas por mudanças na divulgação de casos e de mortes da covid-19 no Brasil. Bolsonaro reclamou da postura da imprensa e se defendeu. "Ninguém tentou maquiar os números sobre mortes do novo coronavírus", afirmou.

O presidente também renovou apelos a prefeitos e governadores para que se dediquem à reabertura dos comércios locais. "O que a gente apela para governadores e prefeitos é que busquem uma reabertura do comércio. O Brasil não aguenta mais o ''fique em casa''", disse o presidente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro faz novas críticas à OMS e renova apelos por reabertura


18/06/2020 | 20:01


O presidente Jair Bolsonaro fez nesta quinta-feira (18) novas críticas à Organização Mundial da Saúde (OMS). Em transmissão de vídeo nas redes sociais, o presidente da República disse que a instituição internacional tem tido uma postura vacilante durante a pandemia da covid-19.

"A OMS fica o tempo todo num vai e vem, a máscara protege, depois não protege, a questão da hidroxicloroquina, ''não vamos mais sugerir pesquisas'', depois volta atrás. Nossa OMS está deixando muito a desejar nessa área. Fala-se tanto em foco em ciência, o que menos tem de ciência é a OMS, não acerta nada", criticou Bolsonaro.

Na live, o presidente também minimizou discussões recentes causadas por mudanças na divulgação de casos e de mortes da covid-19 no Brasil. Bolsonaro reclamou da postura da imprensa e se defendeu. "Ninguém tentou maquiar os números sobre mortes do novo coronavírus", afirmou.

O presidente também renovou apelos a prefeitos e governadores para que se dediquem à reabertura dos comércios locais. "O que a gente apela para governadores e prefeitos é que busquem uma reabertura do comércio. O Brasil não aguenta mais o ''fique em casa''", disse o presidente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;