Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 14 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil registra 113 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ministério da Saúde havia informado 383 mortes em 24 horas, mas corrigiu informação alegando erro de digitação


Do Dgabc.com.br

20/04/2020 | 17:39


Atualizada às 18h12 

Subiu para 40.581 o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no Brasil, de acordo com dados divulgados pelo ministério da Saúde no fim da tarde desta segunda-feira(20). Nas últimas 24 horas, foram 1.927 novas confirmações. O número de mortes também subiu alcançando a marca de 2.575. Em relação ao dia anterior, foram 383 novos óbitos pelo novo coronavírus em todo o País.

Atualmente, todos os estados registram casos e mortes confirmadas por Covid-19. A maior parte das notificações são de São Paulo, que concentra 14.580 casos confirmados e 1.307 mortes. O segundo estado com mais casos é o Rio de Janeiro, que tem 4.899 confirmações e 422 mortes. A taxa de letalidade da doença está em 7%.

Dos 40.581 casos, existem 8.318 pessoas internadas e das 2.575 mortes já foi possível concluir a investigação de 2.082 casos, ou seja, 73% do total, o que permite traçar um perfil de mortes causados pela doença: 7 de cada 10 pessoas tinham mais do que 60 anos de idade e apresentavam pelo menos um fator de risco, como doenças do coração ou do pulmão e diabetes. Além disso, a maioria eram homens (60%) e de cor branca (56,6%).

Vale ressaltar que pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco, mesmo que não tenham nenhum problema de saúde associado. Além disso, pessoas de qualquer idade que tenham comobirdades, como cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade, asma e puérperas, entre outras, também precisam redobrar os cuidados nas medidas de prevenção ao coronavírus.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil registra 113 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Ministério da Saúde havia informado 383 mortes em 24 horas, mas corrigiu informação alegando erro de digitação

Do Dgabc.com.br

20/04/2020 | 17:39


Atualizada às 18h12 

Subiu para 40.581 o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no Brasil, de acordo com dados divulgados pelo ministério da Saúde no fim da tarde desta segunda-feira(20). Nas últimas 24 horas, foram 1.927 novas confirmações. O número de mortes também subiu alcançando a marca de 2.575. Em relação ao dia anterior, foram 383 novos óbitos pelo novo coronavírus em todo o País.

Atualmente, todos os estados registram casos e mortes confirmadas por Covid-19. A maior parte das notificações são de São Paulo, que concentra 14.580 casos confirmados e 1.307 mortes. O segundo estado com mais casos é o Rio de Janeiro, que tem 4.899 confirmações e 422 mortes. A taxa de letalidade da doença está em 7%.

Dos 40.581 casos, existem 8.318 pessoas internadas e das 2.575 mortes já foi possível concluir a investigação de 2.082 casos, ou seja, 73% do total, o que permite traçar um perfil de mortes causados pela doença: 7 de cada 10 pessoas tinham mais do que 60 anos de idade e apresentavam pelo menos um fator de risco, como doenças do coração ou do pulmão e diabetes. Além disso, a maioria eram homens (60%) e de cor branca (56,6%).

Vale ressaltar que pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco, mesmo que não tenham nenhum problema de saúde associado. Além disso, pessoas de qualquer idade que tenham comobirdades, como cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade, asma e puérperas, entre outras, também precisam redobrar os cuidados nas medidas de prevenção ao coronavírus.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;