Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Telemedicina vira opção para evitar ida desnecessária a unidade de Saúde

Creative Commons/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Matheus Moreira
Especial do Diário

22/03/2020 | 00:01


A recomendação dos médicos é procurar os serviço de saúde apenas em caso de extrema necessidade e se estiver com sintomas da Covid-19. Para tirar dúvidas – e correr menos riscos – a telemedicina aparece como ótima alternativa. Na região, São Caetano inaugurou o serviço no fim do ano passado. A ouvidoria on-line da saúde auxilia o público a tirar dúvidas e também é um canal direto com a pasta.

De acordo com a Prefeitura, o sistema recebeu 312 ligações até agora e metade delas foram sobre dúvidas do novo coronavírus. A ação evita que pessoas busquem informação presencialmente, sendo fundamental principalmente para quem está na zona de risco.

Outro exemplo bem-sucedido é a empresa de telemedicina TopMed, que desde o início da pandemia viu o movimento aumentar 760%. Segundo a companhia, cerca de 64% das idas a atendimentos presenciais foram evitadas com o serviço. “Algumas pessoas estão um pouco apavoradas com o que ouvem na TV e com informações incorretas que circulam pelas redes sociais. Grande parte delas voltou de viagem e queria saber o que devia fazer”, explicou a diretora de saúde da empresa, Renata Zobaran.

AUTORIZADO

Em documento encaminhado quinta-feira ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Luiz de Britto, reiterou a importância do uso do atendimento médico a distância na pandemia.

Entre as medidas liberadas estão: teleorientação, telemonitoramento, teleinterconsulta – exclusivamente para troca de informações e opiniões entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico. As práticas eram restritas no País e são excepcionais e enquanto durar a pandemia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;