Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Roberto Carlos: descontraído e visualmente revisto


Eloisa Rangel
Especial para o Diário

13/12/2005 | 09:11


Durante a gravação do programa especial de fim de ano, o cantor Roberto Carlos estava mais descontraído. Essa foi a sensação que teve quem assistiu ao show no Credicard Hall, em São Paulo, dia 8.

Acompanhado de sua competente orquestra, Roberto Carlos apareceu vestido como há muito não se via. Estava de azul marinho, o que gerou estranheza no público e logo tornou-se motivo de brincadeira. Ao perceber que todos olhavam para sua roupa, o rei comentou: “Sou eu mesmo! Só troquei de roupa hoje, ou melhor, só troquei a cor”.

O programa, que tem exibição prevista para dia 21 à noite, pela Globo, contou com músicas inéditas como a que foi apresentada em parceria com Chitãozinho e Xororó.

Roberto afirma que a letra de Arrasta uma cadeira demorou 14 anos para ficar pronta e gravá-la junto com a dupla era uma promessa que, agora cumprida, pode ser conferida no novo CD do rei.

Além de inovar com a versão sertaneja, o cantor apresentou muito mais do que o conhecido repertório e junto com seus convidados agradou o público. Entre as participações destacam-se ainda a banda Jota Quest e a vocalista da banda Babado Novo, Cláudia Leite.

Antes de apresentar o sucesso Bola de Sabão, a cantora baiana soltou a voz junto com Roberto numa nova versão de Amor Perfeito. Bastante nervosa, Cláudia fez questão de dar a velha declaração de que era um sonho estar ali com o rei, de quem é fã.

Já Roberto Carlos, que tocou no violão a música Detalhes e no piano homenageou Maria Rita, confessou ser fã da banda mineira Jota Quest. Ao chamá-la ao palco disse que os considera o melhor grupo de rock do país. Ele também elogiou Rogério Flausino por seu terno estiloso e foi avisado pelo vocalista que a tal elegância era uma homenagem ao rei.

Os mineiros, que apresentaram a canção Do seu lado, e logo após intimaram Roberto a “encarar o rock n’ roll” cantando a versão de Além do Horizonte, foram os responsáveis por um dos momentos de maior empolgação da platéia. O rei, que parabenizou o Jota Quest pela regravação e afirmou que os novos arranjos da música são muito bons, fez como de costume e alterou junto com Rogério Flausino a letra dessa canção durante a sua apresentação.

Outro momento de destaque foi quando a música Outra Vez foi anunciada pelo cantor. Ele afirmou que não a cantava havia muito tempo e que não gostaria de ter de fazê-lo, mas o faria porque sabia que o público gostava.

É claro que os especiais de fim de ano do Roberto Carlos na Rede Globo têm algumas músicas marcadas (Emoções, Eu te amo, Como É Grande o Meu Amor por Você, Por Isso Eu Corro Demais e É Proibido Fumar), mas nesse programa, além dessas e dos sucessos relançados com os folhetins globais como Índia, tema da personagem Serena da novela Alma Gêmea, e Volta que também passou a tocar novamente nas rádios devido a fama do personagem Jatobá da novela América, ele também decidiu cantar em inglês e homenagear o outro rei do rock. Os fãs de Elvis Presley vão gostar de ver a interpretação de Loving You.

Para os que pensam que o programa, como na maioria dos outros anos, teve as presenças de Eramos Carlos e Vanderléia, uma surpresa. Nenhum dos dois participou e os que desejavam ouvir a Ternurinha tiveram de contentar-se em vê-la apenas na platéia repleta de estrelas.

Hebe Camargo, John Herbert, Marcos Frota, Bianca Rinaldi, Serginho Groisman, Regina Duarte e sua filha Gabriela Duarte, o jornalista Evaristo Costa e até a primeira-dama do Estado, Lúcia Alckmin, deram o ar da graça. O show, que começou com duas horas de atraso, teve uma curiosidade, a apresentadora Hebe Camargo foi vaiada por um breve período assim que chegou.

Ao contrário dos outros anos também, o especial contou apenas com os convidados já citados. No resto do tempo os fãs puderam conferir durante duas horas vários sucessos interpretados somente na voz do rei.

Para os que acreditam que o programa especial de Roberto Carlos continua igual aos anos anteriores, a estudante Lívia Miglioli, 19 anos, tem uma opinião diferente. Para ela, “o show foi muito diferente do que já tinha visto na TV. É tudo muito bonito”. As fãs Terezinha Espírito Santo, 66, e Maria Anunciata, 68, que vieram do Rio especialmente para assistir a gravação, concordam com a estudante e afirmam que “o show é maravilhoso” e vale a pena conferir.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Roberto Carlos: descontraído e visualmente revisto

Eloisa Rangel
Especial para o Diário

13/12/2005 | 09:11


Durante a gravação do programa especial de fim de ano, o cantor Roberto Carlos estava mais descontraído. Essa foi a sensação que teve quem assistiu ao show no Credicard Hall, em São Paulo, dia 8.

Acompanhado de sua competente orquestra, Roberto Carlos apareceu vestido como há muito não se via. Estava de azul marinho, o que gerou estranheza no público e logo tornou-se motivo de brincadeira. Ao perceber que todos olhavam para sua roupa, o rei comentou: “Sou eu mesmo! Só troquei de roupa hoje, ou melhor, só troquei a cor”.

O programa, que tem exibição prevista para dia 21 à noite, pela Globo, contou com músicas inéditas como a que foi apresentada em parceria com Chitãozinho e Xororó.

Roberto afirma que a letra de Arrasta uma cadeira demorou 14 anos para ficar pronta e gravá-la junto com a dupla era uma promessa que, agora cumprida, pode ser conferida no novo CD do rei.

Além de inovar com a versão sertaneja, o cantor apresentou muito mais do que o conhecido repertório e junto com seus convidados agradou o público. Entre as participações destacam-se ainda a banda Jota Quest e a vocalista da banda Babado Novo, Cláudia Leite.

Antes de apresentar o sucesso Bola de Sabão, a cantora baiana soltou a voz junto com Roberto numa nova versão de Amor Perfeito. Bastante nervosa, Cláudia fez questão de dar a velha declaração de que era um sonho estar ali com o rei, de quem é fã.

Já Roberto Carlos, que tocou no violão a música Detalhes e no piano homenageou Maria Rita, confessou ser fã da banda mineira Jota Quest. Ao chamá-la ao palco disse que os considera o melhor grupo de rock do país. Ele também elogiou Rogério Flausino por seu terno estiloso e foi avisado pelo vocalista que a tal elegância era uma homenagem ao rei.

Os mineiros, que apresentaram a canção Do seu lado, e logo após intimaram Roberto a “encarar o rock n’ roll” cantando a versão de Além do Horizonte, foram os responsáveis por um dos momentos de maior empolgação da platéia. O rei, que parabenizou o Jota Quest pela regravação e afirmou que os novos arranjos da música são muito bons, fez como de costume e alterou junto com Rogério Flausino a letra dessa canção durante a sua apresentação.

Outro momento de destaque foi quando a música Outra Vez foi anunciada pelo cantor. Ele afirmou que não a cantava havia muito tempo e que não gostaria de ter de fazê-lo, mas o faria porque sabia que o público gostava.

É claro que os especiais de fim de ano do Roberto Carlos na Rede Globo têm algumas músicas marcadas (Emoções, Eu te amo, Como É Grande o Meu Amor por Você, Por Isso Eu Corro Demais e É Proibido Fumar), mas nesse programa, além dessas e dos sucessos relançados com os folhetins globais como Índia, tema da personagem Serena da novela Alma Gêmea, e Volta que também passou a tocar novamente nas rádios devido a fama do personagem Jatobá da novela América, ele também decidiu cantar em inglês e homenagear o outro rei do rock. Os fãs de Elvis Presley vão gostar de ver a interpretação de Loving You.

Para os que pensam que o programa, como na maioria dos outros anos, teve as presenças de Eramos Carlos e Vanderléia, uma surpresa. Nenhum dos dois participou e os que desejavam ouvir a Ternurinha tiveram de contentar-se em vê-la apenas na platéia repleta de estrelas.

Hebe Camargo, John Herbert, Marcos Frota, Bianca Rinaldi, Serginho Groisman, Regina Duarte e sua filha Gabriela Duarte, o jornalista Evaristo Costa e até a primeira-dama do Estado, Lúcia Alckmin, deram o ar da graça. O show, que começou com duas horas de atraso, teve uma curiosidade, a apresentadora Hebe Camargo foi vaiada por um breve período assim que chegou.

Ao contrário dos outros anos também, o especial contou apenas com os convidados já citados. No resto do tempo os fãs puderam conferir durante duas horas vários sucessos interpretados somente na voz do rei.

Para os que acreditam que o programa especial de Roberto Carlos continua igual aos anos anteriores, a estudante Lívia Miglioli, 19 anos, tem uma opinião diferente. Para ela, “o show foi muito diferente do que já tinha visto na TV. É tudo muito bonito”. As fãs Terezinha Espírito Santo, 66, e Maria Anunciata, 68, que vieram do Rio especialmente para assistir a gravação, concordam com a estudante e afirmam que “o show é maravilhoso” e vale a pena conferir.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;