Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Procura por ceias prontas deve crescer até 30%


Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

14/11/2010 | 07:06


Preparar os tradicionais pratos na noite de Natal não é mais costume para muitas famílias. A praticidade de encomendar a ceia para a festividade é a aposta das empresas varejistas, que acreditam vender até 30% acima do que comercializaram no mesmo período em 2009.

Com base nas informações das redes de supermercados e padarias que atuam na região, e que foram ouvidas pelo Diário, os preços das ceias prontas, para seis pessoas, dependem do número e do tipo de pratos escolhidos, podendo variar de R$ 169 a R$ 360, em média - mantendo o mesmo preço praticado no ano passado.

Na padaria Vitória Régia, em Santo André, a expectativa é de alcançar crescimento de 30% no número de encomendas em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a nutricionista da padaria, Cíntia Aparecida Lupi, o cardápio deste ano foi incrementado em comparação aos anos anteriores. "Como a procura cresce a cada Natal, resolvemos ‘rechear' ainda mais nosso leque de opções, e introduzimos nos kits massas e tábuas de frutas frescas e secas, por exemplo."

A gerente da rede de padarias Brasileira, com matriz em Santo André, Vera Afonso, acredita em aumento de 15% no volume de encomendas em relação ao Natal de 2009. "Além de termos clientes fiéis, comprar ceia natalina passou a ser um hábito. Até porque temos kits prontos, mas nada impede que a pessoa monte e modifique itens que queira. O dinheiro que se gasta para comprar os alimentos e o tempo que se leva com o preparo, acabam não compensando."

Apostando nas ceias prontas desde 2008, o Grupo Pão de Açúcar estima crescimento da ordem de 20% no número de vendas de kits neste ano, em comparação à mesma época em 2009. De acordo com Vanessa Sandrini, gerente de desenvolvimento de rotisserie da companhia, comprar pratos feitos e decorados é cada vez mais comum. "Atendemos a todas as classes sociais, desde a família que encomenda frango assado para a data, até aquela que escolhe a ceia mais completa, com pratos sofisticados, como o salmão.

Em outra grande rede, o Carrefour, no ano passado, os preços dos kits chegaram a R$ 170. Os pacotes incluem da salada à sobremesa, podendo ser alterado e personalizado pelo cliente.

Para não correr o risco de ficar sem a ceia completa, as redes e padarias pedem que os clientes façam suas reservas até dia 22 de dezembro - sendo que alguns estabelecimentos estendem o atendimento até a véspera, ao meio-dia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Procura por ceias prontas deve crescer até 30%

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

14/11/2010 | 07:06


Preparar os tradicionais pratos na noite de Natal não é mais costume para muitas famílias. A praticidade de encomendar a ceia para a festividade é a aposta das empresas varejistas, que acreditam vender até 30% acima do que comercializaram no mesmo período em 2009.

Com base nas informações das redes de supermercados e padarias que atuam na região, e que foram ouvidas pelo Diário, os preços das ceias prontas, para seis pessoas, dependem do número e do tipo de pratos escolhidos, podendo variar de R$ 169 a R$ 360, em média - mantendo o mesmo preço praticado no ano passado.

Na padaria Vitória Régia, em Santo André, a expectativa é de alcançar crescimento de 30% no número de encomendas em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a nutricionista da padaria, Cíntia Aparecida Lupi, o cardápio deste ano foi incrementado em comparação aos anos anteriores. "Como a procura cresce a cada Natal, resolvemos ‘rechear' ainda mais nosso leque de opções, e introduzimos nos kits massas e tábuas de frutas frescas e secas, por exemplo."

A gerente da rede de padarias Brasileira, com matriz em Santo André, Vera Afonso, acredita em aumento de 15% no volume de encomendas em relação ao Natal de 2009. "Além de termos clientes fiéis, comprar ceia natalina passou a ser um hábito. Até porque temos kits prontos, mas nada impede que a pessoa monte e modifique itens que queira. O dinheiro que se gasta para comprar os alimentos e o tempo que se leva com o preparo, acabam não compensando."

Apostando nas ceias prontas desde 2008, o Grupo Pão de Açúcar estima crescimento da ordem de 20% no número de vendas de kits neste ano, em comparação à mesma época em 2009. De acordo com Vanessa Sandrini, gerente de desenvolvimento de rotisserie da companhia, comprar pratos feitos e decorados é cada vez mais comum. "Atendemos a todas as classes sociais, desde a família que encomenda frango assado para a data, até aquela que escolhe a ceia mais completa, com pratos sofisticados, como o salmão.

Em outra grande rede, o Carrefour, no ano passado, os preços dos kits chegaram a R$ 170. Os pacotes incluem da salada à sobremesa, podendo ser alterado e personalizado pelo cliente.

Para não correr o risco de ficar sem a ceia completa, as redes e padarias pedem que os clientes façam suas reservas até dia 22 de dezembro - sendo que alguns estabelecimentos estendem o atendimento até a véspera, ao meio-dia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;