Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

‘Belíssima’ precisa de guinada


Da TV Press

08/03/2006 | 15:58


Após meses em que manjados recursos dramatúrgicos tomaram conta de Belíssima, algumas surpresas finalmente começaram a pipocar no folhetim das oito da Globo. E prometem esquentar a história, caracterizada até então pelo suspense monótono e maniqueísta, recheado por situações originárias das novelas do rádio – como o fato dos personagens adorarem falar seus mais íntimos segredos em voz alta, só para que algum passante tenha a chance de escutar. Na novela de Sílvio de Abreu, isso chega a ocorrer três vezes no mesmo capítulo. Prova dessa pasmaceira criativa em que Belíssima está é a média de audiência, registrada em 46 pontos no ibope com share de 69%, que não chega a ser tão satisfatória se comparada à média das primeiras semanas, quando a história alcançou 54 pontos e 73% de share.

O autor continua pautado no suspense para prender a atenção do público, capítulo a capítulo – mesmo recurso utilizado em outras obras, como A Próxima Vítima, de 1995, e Torre de Babel, de 1998. O problema é que esta jogada, quando repetida à exaustão, esvazia a obra e a torna cansativa. Fechar as exibições diárias da trama com mistérios baratos pode ser uma saída ou imensa arapuca.

Talvez por isso, a novela esteja mudando um pouco de estratégia. O suspense não está mais centrado apenas no mistério. Agora, o desdobramento dos fatos que estão em andamento tomou esse espaço, o que faz com que o telespectador não se sinta enganado pelo autor. Isso, sem dúvida, é reflexo também da atuação de alguns atores como Glória Pires. Sua personagem, a Júlia, de tão atarantada com a perda de sua fortuna para André, de Marcello Antony, poderá se transformar em uma figura forte dentro da trama. Nenhum deles, porém, foi capaz até agora de tomar as rédeas da história, como um verdadeiro protagonista.

Mas o que o folhetim realmente carece é de um antagonista do quilate de Bia Falcão, interpretada por Fernanda Montenegro. Depois que a veterana atriz saiu da trama, nenhum dos aspirantes a assassino conseguiu se impor com sua desenvoltura maquiavélica. O ator Marcello Antony não convence na pele do oportunista André. A novata Letícia Birkheuer também não tem cacife para tanta responsabilidade. Então, as suspeitas se levantaram contra outros personagens, como Vitória, de Cláudia Abreu. De coitada, a moça já começa a atrair a atenção do telespectador como uma das suspeitas pela morte da megera Bia Falcão. O título de vilão, no entanto, parece que ainda terá muitos indicados até a sua revelação. A atriz Glória Pires, que já provou ser ótima vilã e mocinha no remake de Mulheres de Areia, ainda não mostrou serviço em Belíssima. Os desdobramentos prometem dar à atriz nova chance para brilhar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘Belíssima’ precisa de guinada

Da TV Press

08/03/2006 | 15:58


Após meses em que manjados recursos dramatúrgicos tomaram conta de Belíssima, algumas surpresas finalmente começaram a pipocar no folhetim das oito da Globo. E prometem esquentar a história, caracterizada até então pelo suspense monótono e maniqueísta, recheado por situações originárias das novelas do rádio – como o fato dos personagens adorarem falar seus mais íntimos segredos em voz alta, só para que algum passante tenha a chance de escutar. Na novela de Sílvio de Abreu, isso chega a ocorrer três vezes no mesmo capítulo. Prova dessa pasmaceira criativa em que Belíssima está é a média de audiência, registrada em 46 pontos no ibope com share de 69%, que não chega a ser tão satisfatória se comparada à média das primeiras semanas, quando a história alcançou 54 pontos e 73% de share.

O autor continua pautado no suspense para prender a atenção do público, capítulo a capítulo – mesmo recurso utilizado em outras obras, como A Próxima Vítima, de 1995, e Torre de Babel, de 1998. O problema é que esta jogada, quando repetida à exaustão, esvazia a obra e a torna cansativa. Fechar as exibições diárias da trama com mistérios baratos pode ser uma saída ou imensa arapuca.

Talvez por isso, a novela esteja mudando um pouco de estratégia. O suspense não está mais centrado apenas no mistério. Agora, o desdobramento dos fatos que estão em andamento tomou esse espaço, o que faz com que o telespectador não se sinta enganado pelo autor. Isso, sem dúvida, é reflexo também da atuação de alguns atores como Glória Pires. Sua personagem, a Júlia, de tão atarantada com a perda de sua fortuna para André, de Marcello Antony, poderá se transformar em uma figura forte dentro da trama. Nenhum deles, porém, foi capaz até agora de tomar as rédeas da história, como um verdadeiro protagonista.

Mas o que o folhetim realmente carece é de um antagonista do quilate de Bia Falcão, interpretada por Fernanda Montenegro. Depois que a veterana atriz saiu da trama, nenhum dos aspirantes a assassino conseguiu se impor com sua desenvoltura maquiavélica. O ator Marcello Antony não convence na pele do oportunista André. A novata Letícia Birkheuer também não tem cacife para tanta responsabilidade. Então, as suspeitas se levantaram contra outros personagens, como Vitória, de Cláudia Abreu. De coitada, a moça já começa a atrair a atenção do telespectador como uma das suspeitas pela morte da megera Bia Falcão. O título de vilão, no entanto, parece que ainda terá muitos indicados até a sua revelação. A atriz Glória Pires, que já provou ser ótima vilã e mocinha no remake de Mulheres de Areia, ainda não mostrou serviço em Belíssima. Os desdobramentos prometem dar à atriz nova chance para brilhar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;