Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Lojas virtuais projetam vendas de R$ 585 mi na data


Do Diário do Grande ABC

08/10/2010 | 07:03


O comércio eletrônico brasileiro está bem otimista para o Dia das Crianças, tanto que a e-bit, consultoria especializada no setor, projeta que o faturamento alcance R$ 585 milhões no período de 28 de setembro a 11 de outubro.

A cifra representa aumento de 30% nas vendas para a data sazonal infantil. O tíquete médio das compras não será baixo: média de R$ 350, impulsionada pela aquisição de videogames, máquinas digitais, computadores e notebooks.

Com a evolução da tecnologia, os pequenos ficam mais atraídos por artefatos com valor agregado maior. Acrescenta-se ainda o fato deste público ser bastante exigente com o presente.

"Atualmente as crianças não escolhem apenas brinquedos. É importante estar atento às mudanças do comportamento desse pequeno consumidor", destaca Alexandre Umberti, diretor de marketing da e-bit.

Aos pais vale lembrar que não deixar a compra do presente para última hora garante que eventuais transtornos ocorram na entrega da mercadoria, garantindo que a criança seja presenteada no dia correto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lojas virtuais projetam vendas de R$ 585 mi na data

Do Diário do Grande ABC

08/10/2010 | 07:03


O comércio eletrônico brasileiro está bem otimista para o Dia das Crianças, tanto que a e-bit, consultoria especializada no setor, projeta que o faturamento alcance R$ 585 milhões no período de 28 de setembro a 11 de outubro.

A cifra representa aumento de 30% nas vendas para a data sazonal infantil. O tíquete médio das compras não será baixo: média de R$ 350, impulsionada pela aquisição de videogames, máquinas digitais, computadores e notebooks.

Com a evolução da tecnologia, os pequenos ficam mais atraídos por artefatos com valor agregado maior. Acrescenta-se ainda o fato deste público ser bastante exigente com o presente.

"Atualmente as crianças não escolhem apenas brinquedos. É importante estar atento às mudanças do comportamento desse pequeno consumidor", destaca Alexandre Umberti, diretor de marketing da e-bit.

Aos pais vale lembrar que não deixar a compra do presente para última hora garante que eventuais transtornos ocorram na entrega da mercadoria, garantindo que a criança seja presenteada no dia correto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;