Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região ainda tem aluno sem material

Um mês após início das aulas, estudantes de Mauá, Diadema e Ribeirão aguardam kits


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

23/03/2012 | 07:00


Apesar de os estudantes da região já estarem em aula desde o início de fevereiro, nem todas as prefeituras concluíram a entrega de material escolar. Atualmente, 27.584 alunos estão nessa situação, sendo 23 mil em Mauá, que promete iniciar a entrega dos itens até o fim de abril; 4.534 em Diadema, onde o processo tende a ser finalizado até o fim deste mês; e parte dos alunos de Ribeirão Pires, que não informou quantos alunos aguardam pelos kits.

Enquanto o filho Gabriel, 5 anos, matriculado na Emei José Resende, no Parque São Vicente, não recebe o material, a autônoma Iara de Almeida Rudi, 47, se vira como pode. Ela gastou R$ 30 com caderneta para recados, estojo de lápis de cor, mochila e caneca. Nesta semana, a professora encaminhou bilhete pedindo caderno de capa dura. "Ainda não comprei porque estou sem dinheiro. Vou esperar receber o Bolsa Família", comenta.

Mauá gastou R$ 6,9 milhões com os materiais escolares que serão entregues. Cada faixa escolar receberá kit diferente. São 670 para alunos do grupo 1 (crianças com 1 ano), 750 kits para o grupo 2 e 2.100 para o 3. Para o grupo 4 são 4.400 kits, enquanto alunos do grupo 5 receberão 5.100 e o 6, 5.000. Para o Ensino Fundamental serão 6.415 kits. Neste ano, a Prefeitura não fará a entrega de uniformes escolares.

Diadema promete concluir a entrega dos 32 mil kits contendo material escolar e uniforme para toda a rede, investimento de R$ 6,8 milhões, até 28 de março. Iniciada em 8 de fevereiro, a distribuição foi realizada em duas etapas: até o dia 2 de março, 14.336 alunos do Ensino Fundamental foram beneficiados; dia 5 começou a distribuição para a Educação Infantil, sendo que até o dia 20 foram entregues 13.130 kits, restando 4.534, que serão distribuídos em 22 unidades.

Cerca de 9.000 conjuntos de material estão sendo entregues para o berçário, Educação Infantil e ensinos Fundamental 1 e 2 em Ribeirão Pires.

As prefeituras de São Caetano e São Bernardo são as únicas que já concluíram a entrega dos materiais escolares e uniformes. São Bernardo distribuiu os materiais entre novembro e janeiro. Foram 8.937 kits para creche, 34.219 para Educação Infantil, 58.227 para o Fundamental e 7.467 para a Educação de Jovens e Adultos, investimento de R$ 11,9 milhões.

Em São Caetano, os kits escolares foram entregues entre 22 de fevereiro e 16 de março. Já os uniformes foram distribuidos em janeiro - investimento de R$ 3,2 milhões.

SANTO ANDRÉ

A Prefeitura não informou se já concluiu a entrega dos materiais, prevista para ter início em fevereiro, com investimento de R$ 1,2 milhão. O município ainda não começou a distribuir os uniformes escolares para os 33 mil alunos da rede. A expectativa é que os kits sejam entregues em meados de abril. Foram investidos R$ 11,9 milhões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região ainda tem aluno sem material

Um mês após início das aulas, estudantes de Mauá, Diadema e Ribeirão aguardam kits

Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

23/03/2012 | 07:00


Apesar de os estudantes da região já estarem em aula desde o início de fevereiro, nem todas as prefeituras concluíram a entrega de material escolar. Atualmente, 27.584 alunos estão nessa situação, sendo 23 mil em Mauá, que promete iniciar a entrega dos itens até o fim de abril; 4.534 em Diadema, onde o processo tende a ser finalizado até o fim deste mês; e parte dos alunos de Ribeirão Pires, que não informou quantos alunos aguardam pelos kits.

Enquanto o filho Gabriel, 5 anos, matriculado na Emei José Resende, no Parque São Vicente, não recebe o material, a autônoma Iara de Almeida Rudi, 47, se vira como pode. Ela gastou R$ 30 com caderneta para recados, estojo de lápis de cor, mochila e caneca. Nesta semana, a professora encaminhou bilhete pedindo caderno de capa dura. "Ainda não comprei porque estou sem dinheiro. Vou esperar receber o Bolsa Família", comenta.

Mauá gastou R$ 6,9 milhões com os materiais escolares que serão entregues. Cada faixa escolar receberá kit diferente. São 670 para alunos do grupo 1 (crianças com 1 ano), 750 kits para o grupo 2 e 2.100 para o 3. Para o grupo 4 são 4.400 kits, enquanto alunos do grupo 5 receberão 5.100 e o 6, 5.000. Para o Ensino Fundamental serão 6.415 kits. Neste ano, a Prefeitura não fará a entrega de uniformes escolares.

Diadema promete concluir a entrega dos 32 mil kits contendo material escolar e uniforme para toda a rede, investimento de R$ 6,8 milhões, até 28 de março. Iniciada em 8 de fevereiro, a distribuição foi realizada em duas etapas: até o dia 2 de março, 14.336 alunos do Ensino Fundamental foram beneficiados; dia 5 começou a distribuição para a Educação Infantil, sendo que até o dia 20 foram entregues 13.130 kits, restando 4.534, que serão distribuídos em 22 unidades.

Cerca de 9.000 conjuntos de material estão sendo entregues para o berçário, Educação Infantil e ensinos Fundamental 1 e 2 em Ribeirão Pires.

As prefeituras de São Caetano e São Bernardo são as únicas que já concluíram a entrega dos materiais escolares e uniformes. São Bernardo distribuiu os materiais entre novembro e janeiro. Foram 8.937 kits para creche, 34.219 para Educação Infantil, 58.227 para o Fundamental e 7.467 para a Educação de Jovens e Adultos, investimento de R$ 11,9 milhões.

Em São Caetano, os kits escolares foram entregues entre 22 de fevereiro e 16 de março. Já os uniformes foram distribuidos em janeiro - investimento de R$ 3,2 milhões.

SANTO ANDRÉ

A Prefeitura não informou se já concluiu a entrega dos materiais, prevista para ter início em fevereiro, com investimento de R$ 1,2 milhão. O município ainda não começou a distribuir os uniformes escolares para os 33 mil alunos da rede. A expectativa é que os kits sejam entregues em meados de abril. Foram investidos R$ 11,9 milhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;