Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Grupo com bens congelados nega ligações com terror


Do Diário OnLine

25/09/2001 | 08:27


Uma entidade que teve os bens congelados pelo presidente George W. Bush, em uma tentativa norte-americana de coibir o financiamento das atividades terroristas, afirma que não tem nenhuma ligação com o terrorismo.

O grupo paquistanês de assistência Al Rashid Trust realiza ações humanitárias no Afeganistão, mas não tem qualquer relação com os talibãs, de acordo com o porta-voz do grupo Mohamed Abdulah.

Na segunda-feira, Bush divulgou uma lista com 27 contas de pessoas e organizações suspeitas de financiar a rede de terrorismo global.

Entre os atingidos estão o saudita Osama Bin Laden, suspeito número um nos atentados a Nova York e Washington, e sua organização, Al Qaeda.

Além disso, o presidente norte-americano pediu a todos os países integrantes da Otan que façam o mesmo e ameaçou bloquear os fundos de quem não cooperar com o combate ao terrorismo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grupo com bens congelados nega ligações com terror

Do Diário OnLine

25/09/2001 | 08:27


Uma entidade que teve os bens congelados pelo presidente George W. Bush, em uma tentativa norte-americana de coibir o financiamento das atividades terroristas, afirma que não tem nenhuma ligação com o terrorismo.

O grupo paquistanês de assistência Al Rashid Trust realiza ações humanitárias no Afeganistão, mas não tem qualquer relação com os talibãs, de acordo com o porta-voz do grupo Mohamed Abdulah.

Na segunda-feira, Bush divulgou uma lista com 27 contas de pessoas e organizações suspeitas de financiar a rede de terrorismo global.

Entre os atingidos estão o saudita Osama Bin Laden, suspeito número um nos atentados a Nova York e Washington, e sua organização, Al Qaeda.

Além disso, o presidente norte-americano pediu a todos os países integrantes da Otan que façam o mesmo e ameaçou bloquear os fundos de quem não cooperar com o combate ao terrorismo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;