Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mauá irá retomar obra de duas unidades de Saúde

Prefeitura contratou duas empresas para concluir UBS e UPA


Maíra Sanches
Do Diário do Grande ABC

28/08/2012 | 07:00


Duas obras da área da Saúde que estão paralisadas em Mauá serão retomadas. De acordo com publicação no Diário Oficial do Estado, a Prefeitura contratou duas empresas para concluir as construções da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Maringá e da UBS (Unidade Básica de Saúde) da Vila Vitória. As obras do primeiro equipamento foram abandonadas há 16 meses, já o segundo não sofre intervenções desde 2006.

A empresa vencedora da licitação que irá assumir a obra iniciada da UPA será conhecida no dia 10, quando serão abertos os envelopes e haverá publicação oficial no site da Prefeitura. Já no posto de Saúde da Vila Vitória a empresa responsável já foi definida. A quantia repassada pela Prefeitura para conclusão das obras é de R$ 148 mil. Procurada, a Secretaria de Saúde de Mauá não informou previsão de entrega dos equipamentos nem quando os trabalhos serão retomados.

A unidade de Saúde da Vila Vitória fica na Rua Doutor Benedito Meireles Freire. A equipe do Diário visitou o endereço na tarde de ontem e os trabalhos ainda não foram retomados. Moradores reivindicam a abertura da unidade com urgência, mas nunca foram atendidos. "O bairro não tem nada. Fui ao Centro comprar remédio para dor de cabeça porque nem farmácia temos aqui. Precisamos dessa unidade aberta antes que alguém vá morar dentro da obra", disse a estudante Francine Sanches, 29 anos. Segundo a moradora, a Prefeitura precisou instalar porta na entrada para impedir o acesso de invasores e usuários de drogas.

Na tentativa de retirar lixo e entulho que se aglomeram, moradores optam por fazer fogueiras. No terreno ao fundo da construção, há restos queimados de placas de madeiras. Os vidros das janelas estão estilhaçados e até louças de vasos sanitários estão entre o entulho. A unidade começou a ser construída em 2006 com verba federal de R$ 452 mil. Na época, a administração alegou atraso no repasse do recurso pela União.

UPA

A paralisação das obras da UPA do Jardim Maringá, localizada na Avenida Barão de Mauá, ocorre desde março do ano passado, após embargo da Cetesb. Em dezembro, a Prefeitura foi autorizada a retomar a obra, mas a empresa contratada anteriormente desistiu do projeto. Assim como na Vila Vitória, a obra inacabada serve como refúgio de mendigos e usuários de drogas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;