Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Vitória inquestionável

O telão do ginásio da Capital, local dos jogos de vôlei, explodia textos de elogios quando uma equipe fazia uma bela jogada


Especial para o Diário

12/08/2008 | 00:00


O telão do ginásio da Capital, local dos jogos de vôlei, explodia textos de elogios quando uma equipe fazia uma bela jogada. A seleção feminina foi responsável por 23 entradas de palavras como Great, Fantastic, Wonderfull, Beautifull, entre outras.

 Esses adjetivos foram poucos perto da irrepreensível atuação das comandadas de José Roberto Guimarães. Claro que poderia haver um nó na garganta por causa daquele fatídico jogo de Atenas. Mas Sheila desmentiu isso. Disse que o grupo de agora é outro e a situação é completamente diferente.

O Brasil defendeu demais. Atacou demais. E teve em Fofão uma levantadora inspirada. Aliás, o que faltava para essa jogadora, que, por causa do temperamento humilde e tímido, nunca soube usar o marketing, sobrou para Fernanda Venturini e Jackeline, suas antecessoras na posição. Mas Fofão, no final de carreira, está provando que é uma craque indiscutível.

As defesas de Fabi empolgaram. Os ataques de Mari, Sheila, Paula Pequeno e Waleska mostraram que o Brasil enfrentou a Rússia para acabar com qualquer dúvida: somos melhores e aquela derrota de Atenas foi o avesso do avesso.

Claro que tem muito chão até a medalha de ouro. Cuba arrasou os Estados Unidos, China e Itália também estão jogando um vôlei de primeira.

Importante é ressaltar que essa vitória sobre a Rússia dá moral, alento e tranqüilidade.

Que venham as outras seleções.

Frases
"Os brasileiros são grandes no futebol e no voleibol."
Carlo Giannini, do jornal italiano Corriere de la Serra.

"Não entendo como os brasileiros não estão aqui."
Repesa Jasmin, técnico do basquete croata, surpreso como nós, sobre a ausência brasileira aqui em Pequim.

"Não me interessa goleada. Quero ganhar de meio a zero, mas quero ganhar!"
Dunga, técnico da seleção de futebol masculino, sempre ranzinza.

"Fizemos boa estréia e vencemos com méritos. Mas temos de ter calma. Vamos buscar a medalha passo a passo."
José Roberto Guimarães, técnico do vôlei feminino, com os pés no chão.

Mulher de medalha
Ketleyn Quadros, primeira medalhista do Brasil nesta Olimpíada, gosta de pagode e sertanejo. A brasiliense diz que seu prato preferido é arroz, feijão, bife e batata. Ela conquistou o bronze no judô, categoria até 57 kg. Ketleyn também assume o posto de primeira brasileira a ganhar medalha no esporte. Os homens têm 13.

Mais judô
Leandro Guilheiro, além de conquistar duas medalhas olímpicas de bronze, tem o privilégio de dizer que já foi treinado por Aurélio Miguel, ouro em Seul, e é orientado por Rogério Sampaio, ouro em Barcelona. A vitória do paulista comprova que a modalidade é um celeiro de conquistas para nosso país.

Geladeira
O tempo virou. Depois de dez dias sofrendo com um calor nunca visto, a chuva do domingo aliviou o ambiente. E trouxe conforto. Mas nos ginásios não é possível ficar sem blusa, por mais leve que seja. Os locais têm ar- condicionado fortíssimo. E para não sentir frio só pulando como torcedor-pipoca.

Choro bonito
Jade Barbosa encantou a todos nós aqui em Pequim com seu choro. Classificada às finais do individual no salto e por equipes na trave, a brasileira tocou fundo àqueles que viram a cena de perto. O Brasil espera pelo menos duas medalhas na ginástica artística e o técnico Oleg Ostapenko rasga elogios à jovem equipe.

Toque final
Os jogadores de vôlei, homens e mulheres, reclamam da nova bola fabricada pela Mikasa, usada pela primeira vez na Olimpíada. Segundo eles, ela é mais leve.

É um contra-senso a fábrica japonesa não ter mantido a tradição. Normalmente, quando se pretende introduzir alguma novidade no vôlei, primeiro se faz o teste no infantil, depois no juvenil e assim por diante. Os atletas, portanto, têm razão em dizer que não conheciam a bola.

Ninguém quer aqui desmerecer a importância do marketing nesses mega-eventos. Mas essas empresas são assessoradas por consultores e eles deveriam ouvir os atletas antes que uma besteira maior possa ser colocada em prática.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;