Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André: pés no chão e busca pela vaga na 2ª fase


Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC

26/08/2005 | 09:01


Mesmo sem querer perder a chance de garantir o ponto que falta para a classificação para a segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série B, o técnico Sérgio Soares espera que o elenco do Santo André entre em campo com "os pés no chão", sem "ansiedade". O treinador, que reconhece ter ficado decepcionado com a atuação do time na última rodada, na derrota para o União Barbarense, não quer que a bronca do vestiário reflita no rendimento de sexta-feira, às 20h30, contra o lanterna Caxias, no estádio Bruno Daniel.

"Quando chamei a atenção deles, fugi daquilo que sou. Por isso fiquei chateado. Mas não deixei nada para discutir durante a semana e eles (jogadores) sabem que o que quero é concentração e respeito, acima de tudo, ao adversário. Não é porque o Caxias está na última colocação que vai ser presa fácil. Tem de jogar e se impor", disse Sérgio Soares.

A atenção especial que o treinador pede é reflexo do que ele encontrou diante do Barbarense. Para Sérgio Soares, a equipe achou que a qualquer momento poderia resolver a partida, vencer e garantir a classificação. Acabou não conseguindo nada disso. Então, o comandante do time do Grande ABC não quer que a história se repita. "Também não adianta criar uma ansiedade porque as coisas acabam se complicando. Dentro de casa, com o adversário em situação difícil, temos de estar atentos e determinados".

O desejo de garantir de uma vez por todas a vaga fez com que Sérgio Soares pensasse até em alterar o esquema tático que vem utilizando (3-5-2). Por isso, o treinador testou também o 4-4-2 para uma possível alteração durante a partida. "Treinamos das duas formas, mas não vou mudar de imediato porque a equipe não está acostumada. Vamos fazer o normal".

Assim, Sérgio Soares vai com uma linha de três zagueiros e conta com o retorno do capitão Dedimar, que cumpriu suspensão automática e está de volta ao time. A presença do zagueiro ajuda a equipe também nas bolas paradas, já que Dedimar é o cobrador oficial de faltas do Ramalhão.

Quem também retorna é o meia Rafinha. O jogador tem sido o principal articulador do time e nesta sexta-feira terá a companhia de Marco Antônio. Com dois meias, Sérgio Soares espera que o setor possa fazer a aproximação ao ataque, onde estará Sandro Gaúcho, o único atacante no início da partida.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;