Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano busca se reaproximar da torcida

Fabio Gianelli/São Caetano Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Coordenador Fabinho Félix tem encontro com lideranças das uniformizadas: ‘Precisam ter voz ativa’


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

27/01/2021 | 00:01


Em meio a problemas financeiros e políticos que não dão trégua, o coordenador geral do São Caetano, Fabinho Félix, realizou um encontro inusitado e que dá indícios de renovação do clube, ao promover, debaixo das arquibancadas do Estádio Anacleto Campanella, reunião com lideranças das torcidas uniformizadas do clube. Acostumado a esse tipo de proximidade desde os tempos de jogador e auxiliar técnico do Corinthians, espera reaproximar os fãs e tê-los por perto neste processo de reconstrução do Azulão.

Participaram do compromisso, além do dirigente, integrantes das organizadas Comando Azul e Gladiadores, além de outros torcedores. “O São Caetano é patrimônio da torcida e da cidade, mas parece que hoje não pertence muito. Então a ideia foi ouvir, tirar dúvidas, porque tem muitos questionamentos, e dar voz”, explicou Fabinho, que continuou. “Nosso momento é muito delicado por tudo o que ocorreu, o segundo semestre do ano passado foi muito diferente e depois de toda exposição negativa (WO e goleadas sofridas na Série D), que sobrepôs o título da Série A-2, a gente precisa de um pouco de carinho. O clube precisa ser abraçado e torcedor precisa fazer parte, entender nossa situação. Frisei a eles que precisamos olhar parra frente. O passado é glorioso, já conquistamos, mas agora os desafios serão muito maiores.”

Fabinho iniciou e encerrou a carreira como jogador profissional no São Caetano. Retornou em 2020 como treinador e agora exerce a função de coordenador geral. E, com tanta ligação, admitiu desconhecer o motivo para o afastamento entre clube e torcida. “Não entendia muito o motivo de ter sido levantado esse muro, porque as recordações que tenho da torcida são as melhores. Não tem como clube que é único da cidade caminhar sem a torcida”, decretou. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;