Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil contabiliza média móvel diária de 493 mortes por coronavírus

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/10/2020 | 20:30


O Brasil registrou média móvel diária de 493 óbitos pela covid-19 neste sábado, 17. A média móvel registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana.

Segundo dados do consórcio dos veículos de imprensa, formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL, o País teve 22.097 novos casos e 461 novos óbitos nas últimas 24 horas. No total são 5.223.667 pessoas contaminadas e 153.690 mortas em decorrência do novo coronavírus desde o início da pandemia. O balanço do Ministério da Saúde, por sua vez, indica que 4.635.315 brasileiros se recuperaram da doença e outros 435.372 seguem em acompanhamento.

O Estado de São Paulo, que tem os maiores números absolutos da covid-19 no País, registrou 1.062.634 casos e 37.992 óbitos neste sábado. Desde as 20h do dia anterior foram contabilizados 5.394 novos casos confirmados e 122 mortes. De acordo com o balanço divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde, 941.527 pessoas se recuperaram da doença. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 40,8% na Grande São Paulo e 41,3% no Estado.

Já no Rio de Janeiro foram registradas 61 mortes e 129 novos casos da doença no período de 24 horas. Até agora, 19.715 pessoas morreram em função do coronavírus no Estado, que tem 289.569 casos.

O Brasil continua como o terceiro país mais afetado pela pandemia em número de contaminados, conforme contagem da Universidade Johns Hopkins. Está atrás apenas de Estados Unidos e Índia, que ocupam a primeira e segunda posição, respectivamente. No entanto, em relação ao total de óbitos, o País se mantém na vice-liderança.

Parceria

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. De forma inédita, a iniciativa foi uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia e se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

De acordo com o Ministério da Saúde, 24.062 novos casos de covid-19 e 461 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, o que eleva o total para 5.224.362 pessoas infectadas e 153.675 que perderam a vida por conta da doença. Os números diferem dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil contabiliza média móvel diária de 493 mortes por coronavírus


17/10/2020 | 20:30


O Brasil registrou média móvel diária de 493 óbitos pela covid-19 neste sábado, 17. A média móvel registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana.

Segundo dados do consórcio dos veículos de imprensa, formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL, o País teve 22.097 novos casos e 461 novos óbitos nas últimas 24 horas. No total são 5.223.667 pessoas contaminadas e 153.690 mortas em decorrência do novo coronavírus desde o início da pandemia. O balanço do Ministério da Saúde, por sua vez, indica que 4.635.315 brasileiros se recuperaram da doença e outros 435.372 seguem em acompanhamento.

O Estado de São Paulo, que tem os maiores números absolutos da covid-19 no País, registrou 1.062.634 casos e 37.992 óbitos neste sábado. Desde as 20h do dia anterior foram contabilizados 5.394 novos casos confirmados e 122 mortes. De acordo com o balanço divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde, 941.527 pessoas se recuperaram da doença. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 40,8% na Grande São Paulo e 41,3% no Estado.

Já no Rio de Janeiro foram registradas 61 mortes e 129 novos casos da doença no período de 24 horas. Até agora, 19.715 pessoas morreram em função do coronavírus no Estado, que tem 289.569 casos.

O Brasil continua como o terceiro país mais afetado pela pandemia em número de contaminados, conforme contagem da Universidade Johns Hopkins. Está atrás apenas de Estados Unidos e Índia, que ocupam a primeira e segunda posição, respectivamente. No entanto, em relação ao total de óbitos, o País se mantém na vice-liderança.

Parceria

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. De forma inédita, a iniciativa foi uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia e se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

De acordo com o Ministério da Saúde, 24.062 novos casos de covid-19 e 461 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, o que eleva o total para 5.224.362 pessoas infectadas e 153.675 que perderam a vida por conta da doença. Os números diferem dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;