Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Tufão Saomai deixa mais de 400 mortos e desaparecidos na China


Da AFP

14/08/2006 | 11:44


Equipes de socorro chinesas recuperaram os corpos de mais de 100 pescadores nesta segunda-feira, elevando o número de mortos e desaparecidos em virtude do Tufão Saomai para mais de 400, segundo funcionários do governo e a imprensa estatal.

O total confirmado de mortos nas províncias de Fujian, Zhejiang e Jiangxi chegou a 255, enquanto mais de 160 continuam desaparecidos, de acordo com a agência de notícias estatal Xinhua.

Em Fujian, no litoral sudeste do país, a difícil tarefa de recuperar os corpos do mar elevou o número de vítimas fatais para 166, quatro vezes mais do que havia sido anunciado no dia anterior.

"O Saomai causou perdas econômicas e estruturais em nossa província", disse o Departamento de Águas do governo de Fujian em comunicado divulgado em seu site.

Oitavo tufão a atingir a China até agora no verão, o Saomai afetou o país na quinta-feira da semana passada. Com ventos de mais de 215 km/h, trata-se do mais poderoso a atingir a China em meio século.

Dos corpos que foram resgatados do mar, 27 são de pessoas de outras regiões, as quais não puderam ser identificadas por terem permanecido muito tempo no mar, segundo o comunicado do governo provincial.

Mulheres andavam nesta segunda-feira pela costa da cidade de Fuding procurando por possíveis corpos de parentes, disse um morador.

A província de Zhejiang também foi devastada pelo tufão Saomai, com 87 mortos e 52 desaparecidos. Fotos da cidade de Cangnan mostram prédios muito danificados, como se tivessem sido atingidos por bombas.

Na província de Jiangxi, duas pessoas morreram e uma está desaparecida.

Na sexta-feira, o Saomai foi rebaixado para uma tempestade tropical e perdeu ainda mais força no domingo.

A temporada de tufões da China, que começou em Maio, um mês antes do usual, já deixou centenas, se não milhares, de pessoas mortas e desaparecidas.

O governo chinês afirmou no fim de julho que mais de 1,3 mil pessoas morreram e 306 estão desaparecidas em incidentes relacionados aos tufões.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;