Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula deixa crise de lado durante lançamento de projeto para esporte


Arthur Lopez
Do Diário do Grande ABC

20/08/2005 | 07:57


A agenda positiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva funcionou novamente nesta sexta-feira para deixar o primeiro nome do governo federal longe da crise que já chegou ao Ministério da Fazenda. Durante o lançamento da Política Nacional de Esporte, no Clube Pinheiros, em São Paulo, o presidente só ouviu elogios e, em seu discurso, não fez nenhuma menção ao momento político atual.

Apesar de descartar o discurso preparado e falar de improviso, Lula começou demonstrando cansaço, mas conseguiu arrancar momentos de aplausos da platéia composta por cerca de mil pessoas, a grande maioria atletas do clube. O presidente ressaltou a importância de organizar o setor e assim atrair para o Brasil importantes competições internacionais, como a Copa do Mundo.

Lula voltou a fazer um apelo ao emocional, repetindo que é preciso administrar com razão e também com emoção. "É preciso colocar o coração", concluiu o mandatário. Aproveitou para criticar as gestões anteriores. "O esporte nunca foi levado a sério no Brasil. Não somos apenas o país do samba e do futebol", afirmou Lula, que ainda devolveu os elogios que recebeu do ministro do Esporte, Agnelo Queiroz. "Ele é o ministro que mais contribuiu para o esporte do Brasil."

\r\n
\r\n\r\n

Câmara de Mauá discute pró-labore para PMs \r\n\r\n\r\n

Fabrício Calado Moreira<Br>Do Diário do Grande ABC\r\n
 \r\n
A concessão de pró-labore para policiais militares que cuidam da fiscalização do trânsito em Mauá será votada pelos vereadores na sessão de terça-feira. Pelo projeto do Executivo, serão beneficiados 54 PMs. Os custos à Prefeitura serão de R$ 20 mil mensais, e os valores do subsídio variam de acordo com a patente, podendo chegar a R$ 566. A vereadora Vanessa Damo (PV) já avisou que pode dificultar a votação caso os bombeiros não sejam beneficiados.

\r\n\r\n

A proposta fazia parte do pacote de oito projetos que o prefeito interino, Diniz Lopes (PL), enviou à Câmara na última sessão da Câmara. E foi o único item do Executivo que não acabou votado. A matéria estava na Ordem do Dia, mas a votação foi adiada para a próxima semana a pedido de Vanessa. A parlamentar defende que o benefício seja estendido aos bombeiros, que também atuam no socorro a vítimas de trânsito. O argumento de Vanessa foi aceito pelos vereadores.

\r\n\r\n

",1]);//-->A mesma referência tinha acabado de ser dada ao presidente da República nos discursos dos presidentes do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Carlos Nuzman, e da Confederação Brasileira de Clubes, Arialdo Boscolo. Este último foi o único que arriscou cobrar, timidamente, uma política de incentivos aos clubes.

Na CPI - O único que ousou falar de política no Clube Pinheiros foi o senador Eduardo Suplicy (PT), mas só após o evento e de acompanhar o presidente até a saída. De volta ao salão, Suplicy insinuou que defende a ida do ministro da Fazenda Antonio Palocci à CPI. "É minha postura desde o caso Waldomiro Diniz", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;