Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Jornal inglês: policias não tinham certeza se Jean era um terrorista


Da AFP

21/08/2005 | 16:56


O jornal inglês 'The Observer' afirmou, na edição deste domingo, que os três policiais envolvidos na morte de Jean Charles de Menezes não tinham certeza se o brasileiro era um terrorista antes de atirar contra ele no metrô de Londres. Além disso, citando fontes policiais, o jornal afirma que os três oficiais encarregados da vigilância de Jean não achavam que ele estivesse armado ou prestes a fazer explodir uma bomba.

Segundo o 'The Observer', os policiais que seguiam o jovem brasileiro queriam interpelá-lo, mas receberam ordens de confiar a operação aos homens da unidade especial. "Os três homens (da equipe de investigação) em nenhum caso entrariam no metrô com Menezes se pensassem que ele estivesse com uma bomba", explicou um policial citado pelo jornal.

Menezes, um eletricista de 27 anos, foi morto no dia 22 de julho com oito tiros, na estação de metrô de Stockwell, em Londres. A Scotland Yard, departamento de investigação criminal da Polícia Metropolitana de Londres, confirmou neste domingo que ofereceu 15 mil libras (US$ 27 mil) a família do brasileiro Jean Charles de Menezes, 27 anos. Os parentes não aceitaram o dinheiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;