Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil e Argentina assinam acordo para produção de remédios


Da AFP

22/08/2005 | 21:11


Brasil e Argentina assinaram, nesta segunda-feira, uma parceria para a pesquisa e fabricação de medicamentos contra a Aids. O documento foi firmado pelos ministros da Saúde dos dois países, José Saraiva Felipe e Ginés González Garcia.

O objetivo é "melhorar nossa capacidade de negociação na questão das patentes (dos medicamentos) e respeitar os interesses de nossos habitantes", disse o ministro da Saúde da Argentina, González Garcia.

O acordo prevê um programa de pesquisa e produção de matéria prima e medicamentos anti-retrovirais, considerados estratégicos no combate à doença. Os dois países também planejam produzir drogas contra a tuberculose, o Mal de Chagas, a lepra e a leishmaniose - doença grave, que acomete principalmente a pele e as mucosas (boca e nariz), ou órgãos internos, como baço, fígado e medula óssea.

A iniciativa terá a participação de laboratórios estatais e privados e deverá reduzir os gastos na área de saúde nos dois países, que deixarão de comprar estes produtos no exterior. "Não queremos confrontar ninguém. Nossa intenção é somar e trabalhar juntos contra uma das maiores epidemias. Não podemos deixar que os mercados definam os preços", disse González Garcia.

As drogas anti-retrovirais representam gastos importantes no Brasil, onde há 660 mil portadores do HIV, e na Argentina, cerca de 130 mil pessoas com a doença. Na Argentina, o tratamento de 29,6 mil infectados exige anualmente um gasto de 19,3 milhões de dólares. O Brasil gasta por ano US$ 123,3 milhões para tratar 161 mil pessoas com Aids



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;