Fechar
Publicidade

Domingo, 31 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Consórcio descarta mudar isolamento sem base técnica

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Maranhão recua e diz que foi mal interpretado; Lauro defende ‘qual opinião convence’ mais


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 23:30


Dois dias depois de pedir opinião da população do Grande ABC sobre a manutenção do isolamento social nas sete cidades, o Consórcio Intermunicipal recuou e, ontem, assegurou que qualquer mudança levará em consideração “dados e estudos científicos da área médica”. O comunicado foi feito ao Diário pelo presidente do colegiado, o prefeito Gabriel Maranhão (Cidadania), de Rio Grande da Serra.

Maranhão disse que foi “mal interpretado” no vídeo em que aparece ao lado do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), que é vice-presidente da entidade, sugerindo enquete para decidir sobre a continuidade do isolamento total e do fechamento do comércio durante a pandemia de Covid-19, em detrimento às orientações do Ministério da Saúde, da OMS (Organização Mundial da Saúde) e de decreto estadual que instituiu a quarentena. “Como gestores, tanto o prefeito Lauro quanto eu, tomamos decisões baseados em informações técnicas. Não seria razoável que fizéssemos diferente neste momento. Qualquer decisão do Consórcio levará em conta dados e estudos científicos da área médica. O que não nos impede, evidentemente, de ouvir a opinião das pessoas, democratas que somos”, afirmou Maranhão, que havia falado em saber a posição dos moradores para “nortear decisões”.

Nas imagens, Maranhão e Lauro chegaram a cogitar adoção do chamado isolamento vertical, em que liberariam a abertura dos comércios nas sete cidades e limitariam o isolamento apenas à população considerada mais vulnerável ao contágio do novo coronavírus, como idosos e pessoas com comorbidades. Essa tem sido a bandeira do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), embora careça de estudos científicos que comprovem sua eficácia no combate à proliferação da doença.

As declarações de Maranhão e Lauro divergiam da posição dos demais prefeitos da região, que têm emitido manifestações públicas em defesa do isolamento a todas as pessoas. “Seguiremos a estratégia dos especialistas de saúde. O melhor neste momento é ficarmos reclusos em nossas casas, principalmente devido aos números, que vêm crescendo a cada dia. A economia é algo que se recupera, mas a perda de uma vida, não”, prosseguiu Maranhão.

CONTRAMÃO
Ontem, Lauro voltou a reforçar que a opinião da população vai “embasar” decisões. “Hoje (ontem) foi realizada carreata na cidade, organizada por pessoas que pedem a reabertura dos comércios, a volta do funcionamento dos estabelecimentos comerciais, de escolas, entre outros. Qual a sua opinião?”, questionou Lauro, em vídeo publicado nas redes sociais. “Nosso decreto de distanciamento social está chegando ao fim. Na sua opinião, devemos manter tudo fechado ou retomarmos as atividades normais? E, olha, já que estamos em casa, vamos discutir, vamos ver quem tem a melhor opinião e qual é a que mais convence a todos”, concluiu o verde. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Consórcio descarta mudar isolamento sem base técnica

Maranhão recua e diz que foi mal interpretado; Lauro defende ‘qual opinião convence’ mais

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

01/04/2020 | 23:30


Dois dias depois de pedir opinião da população do Grande ABC sobre a manutenção do isolamento social nas sete cidades, o Consórcio Intermunicipal recuou e, ontem, assegurou que qualquer mudança levará em consideração “dados e estudos científicos da área médica”. O comunicado foi feito ao Diário pelo presidente do colegiado, o prefeito Gabriel Maranhão (Cidadania), de Rio Grande da Serra.

Maranhão disse que foi “mal interpretado” no vídeo em que aparece ao lado do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), que é vice-presidente da entidade, sugerindo enquete para decidir sobre a continuidade do isolamento total e do fechamento do comércio durante a pandemia de Covid-19, em detrimento às orientações do Ministério da Saúde, da OMS (Organização Mundial da Saúde) e de decreto estadual que instituiu a quarentena. “Como gestores, tanto o prefeito Lauro quanto eu, tomamos decisões baseados em informações técnicas. Não seria razoável que fizéssemos diferente neste momento. Qualquer decisão do Consórcio levará em conta dados e estudos científicos da área médica. O que não nos impede, evidentemente, de ouvir a opinião das pessoas, democratas que somos”, afirmou Maranhão, que havia falado em saber a posição dos moradores para “nortear decisões”.

Nas imagens, Maranhão e Lauro chegaram a cogitar adoção do chamado isolamento vertical, em que liberariam a abertura dos comércios nas sete cidades e limitariam o isolamento apenas à população considerada mais vulnerável ao contágio do novo coronavírus, como idosos e pessoas com comorbidades. Essa tem sido a bandeira do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), embora careça de estudos científicos que comprovem sua eficácia no combate à proliferação da doença.

As declarações de Maranhão e Lauro divergiam da posição dos demais prefeitos da região, que têm emitido manifestações públicas em defesa do isolamento a todas as pessoas. “Seguiremos a estratégia dos especialistas de saúde. O melhor neste momento é ficarmos reclusos em nossas casas, principalmente devido aos números, que vêm crescendo a cada dia. A economia é algo que se recupera, mas a perda de uma vida, não”, prosseguiu Maranhão.

CONTRAMÃO
Ontem, Lauro voltou a reforçar que a opinião da população vai “embasar” decisões. “Hoje (ontem) foi realizada carreata na cidade, organizada por pessoas que pedem a reabertura dos comércios, a volta do funcionamento dos estabelecimentos comerciais, de escolas, entre outros. Qual a sua opinião?”, questionou Lauro, em vídeo publicado nas redes sociais. “Nosso decreto de distanciamento social está chegando ao fim. Na sua opinião, devemos manter tudo fechado ou retomarmos as atividades normais? E, olha, já que estamos em casa, vamos discutir, vamos ver quem tem a melhor opinião e qual é a que mais convence a todos”, concluiu o verde. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;