Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 27 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Rodrigo Santoro nega namoro com Sandy


Everaldo Fioravante
Do Diário do Grande ABC

05/05/2001 | 16:34


  O premiado ator Rodrigo Santoro não pensa em direcionar seu trabalho ou para TV, ou cinema, ou teatro. Quer aproveitar sua excelente fase profissional investindo nas três alternativas. “São três caminhos, formas de trabalho e de desenvolvimento diferentes. Minha carreira é curta, porém maravilhosa nos três meios. Para mim, têm peso igual. Quero continuar atuando nos três”, disse.

No cinema, Santoro brilha. O ator participou do curta Depois do Escuro, de Dirceu Lustosa, e estreou muito bem em longa-metragem protagonizando Bicho de Sete Cabeças, de Laís Bodanzky, que já lhe rendeu dois prêmios como melhor ator: no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (em 2000) e no Festival de Cinema de Recife (semana passada) – festivais que ao lado do de Gramado são os mais importantes eventos do cinema brasileiro. Vale dizer que Bicho arrebatou vários prêmios em ambos.

Aos 25 anos, Santoro tem um currículo artístico que suporta facilmente o adjetivo invejável. Estreou na Rede Globo em 1994 (emissora na qual interpreta atualmente o personagem Carlos Charles, na novela Estrela-Guia). Para ele, atuar na novela das seis ao lado da musa adolescente Sandy é muito bom: “Ela é ótima profissional, talentosa, decidida, humilde...”. Já em teatro, Santoro atuou na peça D’Artagnan e os Três Mosqueteiros (adaptação de Pedro Vasconcelos e Marcelo Faria do original de Alexandre Dumas).

Rodrigo, que hoje se dedica às gravações de Estrela-Guia, também é o protagonista do longa Abril Despedaçado, de Walter Salles Jr., que foi gravado no sertão da Bahia e tem estréia prevista para outubro. Segundo o ator, “é uma história de brigas entre famílias por posse de terra”.

Sobre seu personagem em Abril: “Seu nome é Tonho. Ele tem um irmão assassinado e vinga essa morte. A trama é uma bola de neve: uma família matando outra. É a história desse momento da vida do Tonho, marcada pelo juramento de morte”.

Para o futuro, promissor por sinal, Santoro já tem convites para atuar em dois filmes, que ele prefere não dizer quais são por se tratar de projetos ainda “por acontecer”. Tem também planos para o teatro. “Estou procurando um texto para ensaiar no final deste ano e estrear no início de 2002”, falou o artista.

Nascido em Petrópolis (RJ) e hoje morando sozinho no bairro carioca da Gávea, Santoro, quando não está gravando, dedica seu tempo aos esportes: ele surfa, anda de skate e de bicicleta, entre outras atividades físicas. “Pratico esportes com a máxima freqüência possível, mas ela varia de acordo com meu ritmo de trabalho. Me exercito por prazer e porque sei dos benefícios que trazem à saúde”, contou o ator.

Sobre a vida amorosa, ele não confirma o romance com a modelo Fernanda Lima, e nem com Sandy, como especulam. Santoro deixou claro ao Diário: “Não estou namorando ninguém”.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;