Fechar
Publicidade

Domingo, 27 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Inadimplência cai 1% em agosto ante julho e 3,2% em 12 meses, diz Boa Vista

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


05/09/2019 | 10:44


A inadimplência do consumidor brasileiro caiu 1% em agosto ante julho, de acordo com dados da Boa Vista que descontam os efeitos sazonais. Já na comparação com o mesmo período de 2018, houve alta de 1,3%. O indicador acumula queda de 4% no ano e de 3,2% em 12 meses.

A Boa Vista ressalta que o índice tem oscilado nos últimos meses, com queda em junho e avanço em julho, mas que o acumulado em 12 meses não se alterou do mês passado para cá.

A empresa de informações de crédito alerta, no entanto, para a possibilidade de aumento da inadimplência devido ao elevado nível de desocupação e subutilização da mão de obra no Brasil.

A empresa lembra que a inadimplência vem caindo no País desde o final de 2016, mas que o patamar historicamente baixo alcançado em 2017 proporcionou uma redução dos juros e um aumento da concessão de crédito.

Segundo a Boa Vista, os problemas no mercado de trabalho brasileiro "somados à lenta recuperação da renda, aumentam o risco de que a expansão recente dos empréstimos resulte em maior inadimplência."

Para a Boa Vista, a liberação dos recursos do FGTS pode melhorar a situação financeira das famílias e ajudar a frear o possível crescimento da inadimplência. "De qualquer forma, uma retomada mais vigorosa e generalizada do crédito aos consumidores, sem aumento dos riscos, segue condicionada à evolução do mercado de trabalho e do endividamento das famílias", afirma a empresa.

Dados Regionais

A pesquisa da Boa Vista analisa, ainda, dados regionais de inadimplência. No acumulado em 12 meses até agosto, as cinco regiões do País registraram queda do indicador.

O maior recuo foi no Sul, de 6,7%, seguido do Centro-Oeste, onde o indicador caiu 4,6%, e do Nordeste, onde houve queda de 3,1%. Já no Norte e no Sudeste, as baixas foram de 2,6% e 2,2%, respectivamente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Inadimplência cai 1% em agosto ante julho e 3,2% em 12 meses, diz Boa Vista


05/09/2019 | 10:44


A inadimplência do consumidor brasileiro caiu 1% em agosto ante julho, de acordo com dados da Boa Vista que descontam os efeitos sazonais. Já na comparação com o mesmo período de 2018, houve alta de 1,3%. O indicador acumula queda de 4% no ano e de 3,2% em 12 meses.

A Boa Vista ressalta que o índice tem oscilado nos últimos meses, com queda em junho e avanço em julho, mas que o acumulado em 12 meses não se alterou do mês passado para cá.

A empresa de informações de crédito alerta, no entanto, para a possibilidade de aumento da inadimplência devido ao elevado nível de desocupação e subutilização da mão de obra no Brasil.

A empresa lembra que a inadimplência vem caindo no País desde o final de 2016, mas que o patamar historicamente baixo alcançado em 2017 proporcionou uma redução dos juros e um aumento da concessão de crédito.

Segundo a Boa Vista, os problemas no mercado de trabalho brasileiro "somados à lenta recuperação da renda, aumentam o risco de que a expansão recente dos empréstimos resulte em maior inadimplência."

Para a Boa Vista, a liberação dos recursos do FGTS pode melhorar a situação financeira das famílias e ajudar a frear o possível crescimento da inadimplência. "De qualquer forma, uma retomada mais vigorosa e generalizada do crédito aos consumidores, sem aumento dos riscos, segue condicionada à evolução do mercado de trabalho e do endividamento das famílias", afirma a empresa.

Dados Regionais

A pesquisa da Boa Vista analisa, ainda, dados regionais de inadimplência. No acumulado em 12 meses até agosto, as cinco regiões do País registraram queda do indicador.

O maior recuo foi no Sul, de 6,7%, seguido do Centro-Oeste, onde o indicador caiu 4,6%, e do Nordeste, onde houve queda de 3,1%. Já no Norte e no Sudeste, as baixas foram de 2,6% e 2,2%, respectivamente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;