Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA condenam brasileiro que denunciou bomba falsa



16/05/2014 | 00:10


O estudante brasileiro Francisco Fernando Cruz, preso desde janeiro deste ano nos Estados Unidos por ter feito falsa denúncia de bomba em um avião, foi condenado nesta quinta-feira, 15, a cinco meses de prisão. De acordo com a mãe do rapaz, Cláudia Cruz, moradora de Sorocaba, interior paulista, o consulado brasileiro em Miami entrou em contato para informar sobre a condenação.

Cláudia conseguiu falar com o filho e disse que ele estava tranquilo. "Ele estava consciente de que a pena poderia ter sido pior", disse a mãe. Cruz vai cumprir a pena na mesma prisão em que se encontra.

A família ainda não decidiu se vai entrar com algum tipo de recurso. O estudante foi preso no dia 9 de janeiro em Miami, depois de enviar mensagem eletrônica ao Departamento de Polícia local e à empresa TAM Linhas Aéreas alertando que o avião não deveria decolar, pois haveria uma bomba prestes a explodir a bordo.

A mensagem foi rastreada e levou os policiais à universidade de Nova Jersey, onde ele estudava. Cruz alegou que fizera uma brincadeira para testar a segurança do voo. A Justiça americana entendeu que houve perturbação à segurança pública.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA condenam brasileiro que denunciou bomba falsa


16/05/2014 | 00:10


O estudante brasileiro Francisco Fernando Cruz, preso desde janeiro deste ano nos Estados Unidos por ter feito falsa denúncia de bomba em um avião, foi condenado nesta quinta-feira, 15, a cinco meses de prisão. De acordo com a mãe do rapaz, Cláudia Cruz, moradora de Sorocaba, interior paulista, o consulado brasileiro em Miami entrou em contato para informar sobre a condenação.

Cláudia conseguiu falar com o filho e disse que ele estava tranquilo. "Ele estava consciente de que a pena poderia ter sido pior", disse a mãe. Cruz vai cumprir a pena na mesma prisão em que se encontra.

A família ainda não decidiu se vai entrar com algum tipo de recurso. O estudante foi preso no dia 9 de janeiro em Miami, depois de enviar mensagem eletrônica ao Departamento de Polícia local e à empresa TAM Linhas Aéreas alertando que o avião não deveria decolar, pois haveria uma bomba prestes a explodir a bordo.

A mensagem foi rastreada e levou os policiais à universidade de Nova Jersey, onde ele estudava. Cruz alegou que fizera uma brincadeira para testar a segurança do voo. A Justiça americana entendeu que houve perturbação à segurança pública.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;