Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Teatro de Graça na Praça retorna ao Grande ABC

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Projeto de Elizabeth Savalla tem sessões ao ar livre nas ruas de Mauá


Luís Felipe Soares

02/05/2014 | 07:00


Apesar do título, A.M.A.D.A.S. – Associação de Mulheres que Acordam Despencadas é um espetáculo que apresenta reflexões sobre o envelhecimento. O debate sobre o materialismo da sociedade contemporânea será aberto no fim de semana, quando a peça irá passar por Mauá.

As apresentações gratuitas estão agendadas para amanhã, na Rua Havana (Parque das Américas), e domingo, na Avenida Sebastião Antonio da Silva (Jardim Zaíra), ambas a partir das 20h. Como a performance é feita a céu aberto, novas datas serão marcadas caso chova.

O monólogo é estrelado pela atriz Elizabeth Savalla, que voltou a ser destaque para o grande público entre o fim de 2013 e o início deste ano graças à popularidade da ex-chacrete Márcia na novela Amor à Vida. Em parceria com o marido, o produtor Camilo Átilla, ela tem viajado o País com a montagem como atração do projeto Teatro de Graça na Praça, desenvolvido para disponibilizar cultura de qualidade por diversas cidades. No mês passado, a peça teve parada em Ribeirão Pires.

Toda a aparelhagem, como palco, iluminação e som, pertence ao casal. “Temos uma equipe de dez homens que montam e desmontam tudo diariamente. É como se fosse um show de música, mas voltado para as artes cênicas. Para essa linguagem, é uma dinâmica completamente diferente”, disse a atriz em entrevista dias antes de sua primeira passagem pela região, em abril. Na ocasião, ela classificou as ações do Teatro de Graça na Praça como o projeto de sua vida.

Com texto de Regiana Antonini e direção de Luís Artur Nunes, A.M.A.D.A.S. apresenta uma mulher de meia-idade que revela suas angústias em um encontro da associação. Entre os temas discutidos pela protagonista estão as dificuldades em conciliar as mudanças de seu corpo em uma fase madura com a inexplicável veneração da aparência em tempos atuais. O tom cômico da peça promete divertir o público com as observações da personagem sobre sua situação. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Teatro de Graça na Praça retorna ao Grande ABC

Projeto de Elizabeth Savalla tem sessões ao ar livre nas ruas de Mauá

Luís Felipe Soares

02/05/2014 | 07:00


Apesar do título, A.M.A.D.A.S. – Associação de Mulheres que Acordam Despencadas é um espetáculo que apresenta reflexões sobre o envelhecimento. O debate sobre o materialismo da sociedade contemporânea será aberto no fim de semana, quando a peça irá passar por Mauá.

As apresentações gratuitas estão agendadas para amanhã, na Rua Havana (Parque das Américas), e domingo, na Avenida Sebastião Antonio da Silva (Jardim Zaíra), ambas a partir das 20h. Como a performance é feita a céu aberto, novas datas serão marcadas caso chova.

O monólogo é estrelado pela atriz Elizabeth Savalla, que voltou a ser destaque para o grande público entre o fim de 2013 e o início deste ano graças à popularidade da ex-chacrete Márcia na novela Amor à Vida. Em parceria com o marido, o produtor Camilo Átilla, ela tem viajado o País com a montagem como atração do projeto Teatro de Graça na Praça, desenvolvido para disponibilizar cultura de qualidade por diversas cidades. No mês passado, a peça teve parada em Ribeirão Pires.

Toda a aparelhagem, como palco, iluminação e som, pertence ao casal. “Temos uma equipe de dez homens que montam e desmontam tudo diariamente. É como se fosse um show de música, mas voltado para as artes cênicas. Para essa linguagem, é uma dinâmica completamente diferente”, disse a atriz em entrevista dias antes de sua primeira passagem pela região, em abril. Na ocasião, ela classificou as ações do Teatro de Graça na Praça como o projeto de sua vida.

Com texto de Regiana Antonini e direção de Luís Artur Nunes, A.M.A.D.A.S. apresenta uma mulher de meia-idade que revela suas angústias em um encontro da associação. Entre os temas discutidos pela protagonista estão as dificuldades em conciliar as mudanças de seu corpo em uma fase madura com a inexplicável veneração da aparência em tempos atuais. O tom cômico da peça promete divertir o público com as observações da personagem sobre sua situação. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;