Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Música e felicidade

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Tiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

01/05/2012 | 07:00


Trinta anos de estrada no som, uma vida que passeou por muitas paisagens que a música tem, que foi do rock e do iê-iê-iê à balada e ao Carnaval. Assim é o tempo de Arnaldo Antunes, que ganha belíssima síntese com o lançamento de 'Arnaldo Antunes - Acústico MTV' (Microservice S&D, preço médio R$ 30 o CD e R$ 45 o DVD).

Prestes a ser lançado, o projeto revisita os tempos dos Titãs, a carreira solo e a passagem como tribalista. Parceiros fiéis, Edgard Scandurra, Curumin, Marcelo Jeneci, Betão Aguiar e Chico Salem o acompanham no palco.

Clássicos como 'Debaixo D'água', 'Música Para Ouvir', 'Sem Você' e 'A Nossa Casa' dividem espaço com inéditas, com canções como 'Alma' e 'Socorro' (compostas por Arnaldo e eternizadas nas vozes de Zélia Duncan e Cássia Eller, respectivamente) e com composições dos Titãs, como 'Comida' e 'Hereditário'.
"Gostei de ter esse convite. É uma ocasião de reler a história e fazer um apanhado disso tudo em novo formato", diz Antunes.
Em cena, a postos para a gravação do projeto, Arnaldo montou em um palco giratório um carrossel. A ideia era preservar a intimidade da banda de maneira lúdica. "Tocar se olhando, como em um ensaio, cria cumplicidade e intimidade que é transformada quando vamos para os shows e nos dispomos à frente do público."

Fazer a seleção do que iria representar a sua história não foi fácil. "Meu repertório é bem variado, tem parcerias com muita gente e vertentes de canções: líricas, românticas, compassivas, que abordam algo mais comportamental, tem rock e balada. Juntar tudo isso é uma tarefa difícil. Comecei com uma lista de 50 músicas e fui depurando. Depois pedi opinião para descobrir o que funcionava mais na timbragem que o acústico tem. Queria canções de representatividade e que fossem privilegiadas pelo formato."

Assim, canções que não poderiam ficar de fora para ele, entre elas 'Alegria', tiveram que ceder espaço para as 22 que compõem o DVD. "Dos Tribalistas tinha ficado em dúvida entre 'Carnávalia' e 'Passe em Casa', mas a segunda funcionou melhor."

Sonoramente, Antunes acredita que o projeto chega a contemplar seus rocks e sua suavidade. "O geral é mais suave que um show dançante, mas mesmo sendo acústico deu para fazer músicas que soam com peso. Essa formação possibilita vários recursos, e buscamos variedade timbrística usando instrumentos como banjo e teclado e dando um peso maior aos violões."
O resultado, além de um presente para o público, é a reafirmação de uma longa carreira feliz. "O processo me deu noção de que as várias fases fazem sentido. É bacana poder olhar para trás e ver que dá para montar repertório, com músicas representativas, desde os Titãs até a carreira solo."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Música e felicidade

Tiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

01/05/2012 | 07:00


Trinta anos de estrada no som, uma vida que passeou por muitas paisagens que a música tem, que foi do rock e do iê-iê-iê à balada e ao Carnaval. Assim é o tempo de Arnaldo Antunes, que ganha belíssima síntese com o lançamento de 'Arnaldo Antunes - Acústico MTV' (Microservice S&D, preço médio R$ 30 o CD e R$ 45 o DVD).

Prestes a ser lançado, o projeto revisita os tempos dos Titãs, a carreira solo e a passagem como tribalista. Parceiros fiéis, Edgard Scandurra, Curumin, Marcelo Jeneci, Betão Aguiar e Chico Salem o acompanham no palco.

Clássicos como 'Debaixo D'água', 'Música Para Ouvir', 'Sem Você' e 'A Nossa Casa' dividem espaço com inéditas, com canções como 'Alma' e 'Socorro' (compostas por Arnaldo e eternizadas nas vozes de Zélia Duncan e Cássia Eller, respectivamente) e com composições dos Titãs, como 'Comida' e 'Hereditário'.
"Gostei de ter esse convite. É uma ocasião de reler a história e fazer um apanhado disso tudo em novo formato", diz Antunes.
Em cena, a postos para a gravação do projeto, Arnaldo montou em um palco giratório um carrossel. A ideia era preservar a intimidade da banda de maneira lúdica. "Tocar se olhando, como em um ensaio, cria cumplicidade e intimidade que é transformada quando vamos para os shows e nos dispomos à frente do público."

Fazer a seleção do que iria representar a sua história não foi fácil. "Meu repertório é bem variado, tem parcerias com muita gente e vertentes de canções: líricas, românticas, compassivas, que abordam algo mais comportamental, tem rock e balada. Juntar tudo isso é uma tarefa difícil. Comecei com uma lista de 50 músicas e fui depurando. Depois pedi opinião para descobrir o que funcionava mais na timbragem que o acústico tem. Queria canções de representatividade e que fossem privilegiadas pelo formato."

Assim, canções que não poderiam ficar de fora para ele, entre elas 'Alegria', tiveram que ceder espaço para as 22 que compõem o DVD. "Dos Tribalistas tinha ficado em dúvida entre 'Carnávalia' e 'Passe em Casa', mas a segunda funcionou melhor."

Sonoramente, Antunes acredita que o projeto chega a contemplar seus rocks e sua suavidade. "O geral é mais suave que um show dançante, mas mesmo sendo acústico deu para fazer músicas que soam com peso. Essa formação possibilita vários recursos, e buscamos variedade timbrística usando instrumentos como banjo e teclado e dando um peso maior aos violões."
O resultado, além de um presente para o público, é a reafirmação de uma longa carreira feliz. "O processo me deu noção de que as várias fases fazem sentido. É bacana poder olhar para trás e ver que dá para montar repertório, com músicas representativas, desde os Titãs até a carreira solo."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;