Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Palacio deve se colocar como candidato


Raphael Rocha

07/03/2018 | 07:00


Após a eleição de 2016, quando foi terceiro colocado na corrida à Prefeitura de São Caetano, Fabio Palacio (PR) era tido como candidato certo no pleito deste ano, só faltava definir se viria postulante a deputado federal ou estadual. Neste meio-tempo, o republicano foi indicado como secretário executivo do Consórcio Intermunicipal e ficou na linha de frente das ações do colegiado. E também neste meio-tempo que começaram a surgir especulações sobre um eventual aborto no projeto eleitoral de Palacio para este ano, numa discussão que passava pelos prefeitos da região. Entretanto, o que se volta a comentar é que Palacio será candidato de fato, até porque houve atritos nos bastidores entre chefes de Executivo do Grande ABC. Seja como for, Palacio tem até este mês para decidir, já que precisará se desincompatibilizar da função no Consórcio caso seja candidato.

BASTIDORES

Ausências
Chamou a atenção o fato de os prefeitos de Santo André, Paulo Serra (PSDB), de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), e de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), não terem comparecido à reunião do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, ontem pela manhã. Diferentemente no mês passado, sequer o vice foi designado a comparecer à audiência. Paulo Serra foi para Brasília para tentar destravar o andamento do projeto de financiamento de obras de Mobilidade Urbana junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Troca de títulos
O vereador Professor Minhoca (PSDB), de Santo André, apresentou título de cidadão andreense ao prefeito da Capital, João Doria (PSDB), provável candidato tucano ao governo do Estado. Como resposta, o parlamentar Willians Bezerra (PT) protocolou projeto para conceder a mesma honraria ao ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT), favorito para ser o nome do petismo ao Palácio dos Bandeirantes.

Justificativa
Autor do projeto de concessão de título de cidadão são-caetanense para o vice-governador Márcio França (PSB), o vereador Edison Parra (PSB) justificou a honraria por projetos que o socialista encaminhou à cidade como secretário de Desenvolvimento Econômico. “Recentemente ganhamos um polo da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). Isso foi possível porque fiz uma indicação ao prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que fez a solicitação ao governo do Estado. Com o apoio do deputado estadual Caio França, conseguimos junto ao Márcio um polo da Univesp para São Caetano.”

Nova função
Primeira-dama de Mauá, Andreia Rolim Rios foi oficializada como secretária da Pasta de Mulheres. Até então, Andreia atuava apenas como gestora do Fundo Social de Solidariedade. Mulher do prefeito Atila Jacomussi (PSB), ela receberá R$ 12.025,40 mensais.

Derrota dupla
Autodenominado opositor ao governo do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), o vereador Chiquinho do Zaíra (PTdoB) foi derrotado pela base na sessão de ontem. Na semana passada, ele havia apresentado pedido de CPI para investigar gastos do Paço com enfeites natalinos. Sem assinaturas suficientes, a solicitação não prosperou. Mas a derrota não parou por aí. Chiquinho decidiu sugerir a criação de comissão de acompanhamento das mesmas despesas. Novamente sofreu revés.

Impeachment x golpe
Começa na sexta-feira as aulas do curso de extensão da UFABC (Universidade Federal do ABC) denominado ‘O Golpe de 2016 e a Democracia no Brasil’, cujo objetivo é analisar o processo de impeachment sofrido por Dilma Rousseff (PT) e a posse do vice, Michel Temer (MDB). Esse curso já foi alvo de denúncia de grupo de professores e alunos, que criticam a partidarização da instituição de ensino. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Palacio deve se colocar como candidato

Raphael Rocha

07/03/2018 | 07:00


Após a eleição de 2016, quando foi terceiro colocado na corrida à Prefeitura de São Caetano, Fabio Palacio (PR) era tido como candidato certo no pleito deste ano, só faltava definir se viria postulante a deputado federal ou estadual. Neste meio-tempo, o republicano foi indicado como secretário executivo do Consórcio Intermunicipal e ficou na linha de frente das ações do colegiado. E também neste meio-tempo que começaram a surgir especulações sobre um eventual aborto no projeto eleitoral de Palacio para este ano, numa discussão que passava pelos prefeitos da região. Entretanto, o que se volta a comentar é que Palacio será candidato de fato, até porque houve atritos nos bastidores entre chefes de Executivo do Grande ABC. Seja como for, Palacio tem até este mês para decidir, já que precisará se desincompatibilizar da função no Consórcio caso seja candidato.

BASTIDORES

Ausências
Chamou a atenção o fato de os prefeitos de Santo André, Paulo Serra (PSDB), de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), e de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), não terem comparecido à reunião do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, ontem pela manhã. Diferentemente no mês passado, sequer o vice foi designado a comparecer à audiência. Paulo Serra foi para Brasília para tentar destravar o andamento do projeto de financiamento de obras de Mobilidade Urbana junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Troca de títulos
O vereador Professor Minhoca (PSDB), de Santo André, apresentou título de cidadão andreense ao prefeito da Capital, João Doria (PSDB), provável candidato tucano ao governo do Estado. Como resposta, o parlamentar Willians Bezerra (PT) protocolou projeto para conceder a mesma honraria ao ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT), favorito para ser o nome do petismo ao Palácio dos Bandeirantes.

Justificativa
Autor do projeto de concessão de título de cidadão são-caetanense para o vice-governador Márcio França (PSB), o vereador Edison Parra (PSB) justificou a honraria por projetos que o socialista encaminhou à cidade como secretário de Desenvolvimento Econômico. “Recentemente ganhamos um polo da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). Isso foi possível porque fiz uma indicação ao prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que fez a solicitação ao governo do Estado. Com o apoio do deputado estadual Caio França, conseguimos junto ao Márcio um polo da Univesp para São Caetano.”

Nova função
Primeira-dama de Mauá, Andreia Rolim Rios foi oficializada como secretária da Pasta de Mulheres. Até então, Andreia atuava apenas como gestora do Fundo Social de Solidariedade. Mulher do prefeito Atila Jacomussi (PSB), ela receberá R$ 12.025,40 mensais.

Derrota dupla
Autodenominado opositor ao governo do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), o vereador Chiquinho do Zaíra (PTdoB) foi derrotado pela base na sessão de ontem. Na semana passada, ele havia apresentado pedido de CPI para investigar gastos do Paço com enfeites natalinos. Sem assinaturas suficientes, a solicitação não prosperou. Mas a derrota não parou por aí. Chiquinho decidiu sugerir a criação de comissão de acompanhamento das mesmas despesas. Novamente sofreu revés.

Impeachment x golpe
Começa na sexta-feira as aulas do curso de extensão da UFABC (Universidade Federal do ABC) denominado ‘O Golpe de 2016 e a Democracia no Brasil’, cujo objetivo é analisar o processo de impeachment sofrido por Dilma Rousseff (PT) e a posse do vice, Michel Temer (MDB). Esse curso já foi alvo de denúncia de grupo de professores e alunos, que criticam a partidarização da instituição de ensino. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;