Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Paço muda Concidade para agilizar obras

Por desburocratização, Conselho da Cidade municipal terá reunião única de análise de projetos


Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

15/11/2017 | 07:00


A Câmara de São Bernardo aprovou ontem por 18 votos contra cinco, projeto de lei que altera as atribuições do Concidade (Conselho da Cidade e do Meio Ambiente). De acordo com a mudança, o instrumento seguirá com a função de analisar o início de obras públicas, mas deixa de efetuar nova avaliação durante sua execução.

Ainda de acordo com a nova lei, os fundos municipais de desenvolvimento urbano, trânsito, recuperação ambiental e de habitação de interesse social estarão sujeitos ao novo procedimento.

Para o líder de governo, Ramon Ramos (PDT), a medida visa agilizar a liberação de projetos da Prefeitura. “Como o conselho foi criado no governo anterior (de Luiz Marinho, do PT), que tinha uma maneira de agir, a atual gestão (de Orlando Morando, do PSDB) optou por definir novas prioridades. Esse novo modelo deixará as secretarias mais livres para decidir o que deve ou não ser feito”, comentou.

A justificativa do projeto, apresentada pelo Paço, afirma que “é extremamente necessária a agilidade na execução e finalização de investimentos que possibilitem a implementação de políticas públicas setoriais que abrangem planejamento e gestão do uso e da ocupação do solo, Mobilidade Urbana, Habitação, meio ambiente e saneamento”.

O documento sustenta ainda que ao eliminar a duplicidade de avaliação pelo conselho, a execução das despesas será realizada diretamente pelas Pastas e deve “otimizar os recursos disponíveis”.

Como pano de fundo da alteração do conselho está o temor com possíveis atrasos em obras. Atualmente, São Bernardo sofre com trabalhos que tiveram o prazo adiado, como o Museu do Trabalhador e o Projeto Drenar. A expectativa da administração é destravar grandes intervenções, justamente o museu, o Projeto Drenar (em especial o Piscinão do Paço) e corredores de ônibus. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Paço muda Concidade para agilizar obras

Por desburocratização, Conselho da Cidade municipal terá reunião única de análise de projetos

Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

15/11/2017 | 07:00


A Câmara de São Bernardo aprovou ontem por 18 votos contra cinco, projeto de lei que altera as atribuições do Concidade (Conselho da Cidade e do Meio Ambiente). De acordo com a mudança, o instrumento seguirá com a função de analisar o início de obras públicas, mas deixa de efetuar nova avaliação durante sua execução.

Ainda de acordo com a nova lei, os fundos municipais de desenvolvimento urbano, trânsito, recuperação ambiental e de habitação de interesse social estarão sujeitos ao novo procedimento.

Para o líder de governo, Ramon Ramos (PDT), a medida visa agilizar a liberação de projetos da Prefeitura. “Como o conselho foi criado no governo anterior (de Luiz Marinho, do PT), que tinha uma maneira de agir, a atual gestão (de Orlando Morando, do PSDB) optou por definir novas prioridades. Esse novo modelo deixará as secretarias mais livres para decidir o que deve ou não ser feito”, comentou.

A justificativa do projeto, apresentada pelo Paço, afirma que “é extremamente necessária a agilidade na execução e finalização de investimentos que possibilitem a implementação de políticas públicas setoriais que abrangem planejamento e gestão do uso e da ocupação do solo, Mobilidade Urbana, Habitação, meio ambiente e saneamento”.

O documento sustenta ainda que ao eliminar a duplicidade de avaliação pelo conselho, a execução das despesas será realizada diretamente pelas Pastas e deve “otimizar os recursos disponíveis”.

Como pano de fundo da alteração do conselho está o temor com possíveis atrasos em obras. Atualmente, São Bernardo sofre com trabalhos que tiveram o prazo adiado, como o Museu do Trabalhador e o Projeto Drenar. A expectativa da administração é destravar grandes intervenções, justamente o museu, o Projeto Drenar (em especial o Piscinão do Paço) e corredores de ônibus. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;