Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Champinha é vigiado por seis funcionários em Unidade Experimental


Do Diário OnLine

04/05/2007 | 18:22


Seis funcionários da Fundação Casa (antiga Febem) são responsáveis por monitorar o jovem R.A.A.C., conhecido como Champinha, 20 anos, que por decisão da Justiça foi transferido na quinta-feira para a Unidade Experimental de Saúde, na Vila Maria, Zona Norte de São Paulo.

Na manhã desta sexta-feira, o Secretário de Justiça de São Paulo, Luiz Antônio Marrey, vistoriou a unidade e aprovou as medidas emergenciais tomadas pela Fundação para abrigar o rapaz no local.

Com capacidade para 40 adolescentes, apenas Champinha está abrigado na unidade. O local ainda não havia sido inaugurado porque aguardava uma parceria com o Hospital das Clínicas para entrar em funcionamento.  

Preso em 2003 pelo assassinato do casal de namorados Liana Friedenbach e Felipe Caffé, Champinha fugiu na noite de quarta-feira da unidade Vila Maria da Fundação Casa, sendo recapturado 11 horas depois em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. A polícia o encontrou após uma denúncia do irmão dele.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Champinha é vigiado por seis funcionários em Unidade Experimental

Do Diário OnLine

04/05/2007 | 18:22


Seis funcionários da Fundação Casa (antiga Febem) são responsáveis por monitorar o jovem R.A.A.C., conhecido como Champinha, 20 anos, que por decisão da Justiça foi transferido na quinta-feira para a Unidade Experimental de Saúde, na Vila Maria, Zona Norte de São Paulo.

Na manhã desta sexta-feira, o Secretário de Justiça de São Paulo, Luiz Antônio Marrey, vistoriou a unidade e aprovou as medidas emergenciais tomadas pela Fundação para abrigar o rapaz no local.

Com capacidade para 40 adolescentes, apenas Champinha está abrigado na unidade. O local ainda não havia sido inaugurado porque aguardava uma parceria com o Hospital das Clínicas para entrar em funcionamento.  

Preso em 2003 pelo assassinato do casal de namorados Liana Friedenbach e Felipe Caffé, Champinha fugiu na noite de quarta-feira da unidade Vila Maria da Fundação Casa, sendo recapturado 11 horas depois em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. A polícia o encontrou após uma denúncia do irmão dele.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;