Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara planeja gastar
R$ 980 mil para
trocar frota seminova

Carros do Legislativo de Santo André, ano 2007, estão em
perfeito estado, o que é atestado, inclusive, pelos vereadores


Fábio Martins
Mark Ribeiro

04/01/2012 | 07:00


A Câmara de Santo André finaliza estudos para comprar 25 carros zero-quilômetro, em valor estimado de R$ 980 mil, substituindo toda a frota, composta por veículos seminovos e em perfeito estado. As excelentes condições de uso são reconhecidas, inclusive, pela maioria dos vereadores.

A frota atual, ano 2007, é formada por 21 Fiat Palio ELX 1.4 completo (com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas - um por gabinete), um furgão e um Ford Fusion 2.5 completo, de uso do presidente da Casa, José de Araújo (PMDB). No planejamento de renovação, estão previstas as aquisições de 21 carros hatch, um furgão Peugeot Boxer (para 16 lugares) e a substituição do carro de luxo da presidência para um zero quilômetro do mesmo modelo.

Além destes, Araújo e o primeiro secretário da Câmara, Marcelo Chehade (PSDB), anunciam a intenção de comprar outros dois automóveis, sem especificar o tipo e para qual finalidade. Se no caso dos hatch optarem pelo Palio 2012 1.4 completo, a Câmara destinará cerca de R$ 38 mil do dinheiro público para a compra de cada unidade. Somados os demais automóveis (o Fusion parte de R$ 76 mil e o Boxer de R$ 81 mil), os gastos podem chegar a R$ 1,04 milhão, superando a estimativa da Casa.

Segundo Araújo, o motivo da renovação é a "alta quilometragem da frota, que tem ocasionado gastos excessivos com manutenção". O presidente não forneceu os números, mas o Diário apurou que, em média, os hodômetros marcam R$ 65 mil quilômetros. Após a finalização do processo de compra, os automóveis de 2007 serão doados para a Prefeitura.

 

Contrariedade - Ao tentar defender a renovação da frota, Chehade admitiu que o carro a serviço de seu gabinete "está bem conservado". "Mas tem outros bem defasados. Pela média, a troca acaba sendo necessária."

O discurso, no entanto, não ganha respaldo entre os colegas, que negam que os Fiat Palio estejam deteriorados. "O meu está excelente", rebateu Tiago Nogueira (PT), ao criticar o uso do Ford Fusion pelo presidente. "É um carro muito luxuoso para um vereador."

Almir Cicote (PSB) seguiu a linha. "O meu não tem problemas. Não há uso extremo, já que as ruas são quase todas asfaltadas." Pinheirinho (DEM) classificou o veículo de "delicioso". "Qualquer cidadão sonha com um carro desse. Não tem necessidade de trocar."

 

Pinheirinho promete escândalo contra compra

O vereador Luiz Carlos Pinheiro, o Pinheirinho (DEM), garante que mesmo que a presidência da Câmara de Santo André efetive a renovação da frota, rejeitará o carro zero-quilômetro para continuar com o Palio 2007. "Vou recusar e fazer o maior escândalo", promete, contrariado com a iniciativa. "É gastar dinheiro público à toa. O carro do gabinete é melhor que o meu particular. Não troco por nada", compara - possui um Palio 2011 1.0.

Para o democrata, a medida é mais uma situação que José de Araújo tentará empurrar ‘goela abaixo' dos vereadores. "Estou cansado do Araújo. Ele quer mais assessor, mais vereador e agora quer mais carro. É incrível. Está mexendo em coisa que não tem nada a ver."

Pinheirinho também classifica o presidente de "antidemocrático", já que não o procurou para deliberar sobre o assunto - é o segundo secretário. "Vou ver se passo com ele em um posto de saúde. Quem sabe o coração dele muda." (Mark Ribeiro)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara planeja gastar
R$ 980 mil para
trocar frota seminova

Carros do Legislativo de Santo André, ano 2007, estão em
perfeito estado, o que é atestado, inclusive, pelos vereadores

Fábio Martins
Mark Ribeiro

04/01/2012 | 07:00


A Câmara de Santo André finaliza estudos para comprar 25 carros zero-quilômetro, em valor estimado de R$ 980 mil, substituindo toda a frota, composta por veículos seminovos e em perfeito estado. As excelentes condições de uso são reconhecidas, inclusive, pela maioria dos vereadores.

A frota atual, ano 2007, é formada por 21 Fiat Palio ELX 1.4 completo (com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas - um por gabinete), um furgão e um Ford Fusion 2.5 completo, de uso do presidente da Casa, José de Araújo (PMDB). No planejamento de renovação, estão previstas as aquisições de 21 carros hatch, um furgão Peugeot Boxer (para 16 lugares) e a substituição do carro de luxo da presidência para um zero quilômetro do mesmo modelo.

Além destes, Araújo e o primeiro secretário da Câmara, Marcelo Chehade (PSDB), anunciam a intenção de comprar outros dois automóveis, sem especificar o tipo e para qual finalidade. Se no caso dos hatch optarem pelo Palio 2012 1.4 completo, a Câmara destinará cerca de R$ 38 mil do dinheiro público para a compra de cada unidade. Somados os demais automóveis (o Fusion parte de R$ 76 mil e o Boxer de R$ 81 mil), os gastos podem chegar a R$ 1,04 milhão, superando a estimativa da Casa.

Segundo Araújo, o motivo da renovação é a "alta quilometragem da frota, que tem ocasionado gastos excessivos com manutenção". O presidente não forneceu os números, mas o Diário apurou que, em média, os hodômetros marcam R$ 65 mil quilômetros. Após a finalização do processo de compra, os automóveis de 2007 serão doados para a Prefeitura.

 

Contrariedade - Ao tentar defender a renovação da frota, Chehade admitiu que o carro a serviço de seu gabinete "está bem conservado". "Mas tem outros bem defasados. Pela média, a troca acaba sendo necessária."

O discurso, no entanto, não ganha respaldo entre os colegas, que negam que os Fiat Palio estejam deteriorados. "O meu está excelente", rebateu Tiago Nogueira (PT), ao criticar o uso do Ford Fusion pelo presidente. "É um carro muito luxuoso para um vereador."

Almir Cicote (PSB) seguiu a linha. "O meu não tem problemas. Não há uso extremo, já que as ruas são quase todas asfaltadas." Pinheirinho (DEM) classificou o veículo de "delicioso". "Qualquer cidadão sonha com um carro desse. Não tem necessidade de trocar."

 

Pinheirinho promete escândalo contra compra

O vereador Luiz Carlos Pinheiro, o Pinheirinho (DEM), garante que mesmo que a presidência da Câmara de Santo André efetive a renovação da frota, rejeitará o carro zero-quilômetro para continuar com o Palio 2007. "Vou recusar e fazer o maior escândalo", promete, contrariado com a iniciativa. "É gastar dinheiro público à toa. O carro do gabinete é melhor que o meu particular. Não troco por nada", compara - possui um Palio 2011 1.0.

Para o democrata, a medida é mais uma situação que José de Araújo tentará empurrar ‘goela abaixo' dos vereadores. "Estou cansado do Araújo. Ele quer mais assessor, mais vereador e agora quer mais carro. É incrível. Está mexendo em coisa que não tem nada a ver."

Pinheirinho também classifica o presidente de "antidemocrático", já que não o procurou para deliberar sobre o assunto - é o segundo secretário. "Vou ver se passo com ele em um posto de saúde. Quem sabe o coração dele muda." (Mark Ribeiro)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;