Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Diadema quer ação intersecretarial contra violência


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

17/04/2005 | 12:14


A Prefeitura de Diadema pretende criar um Grupo de Gestão em Segurança para estabelecer políticas e gerenciar ações para combater a violência. O grupo seria composto por diversos secretários e representantes das secretarias de Ação Social e Cidadania, Desenvolvimento Econômico e Urbano, Educação, Esporte e Lazer, Meio Ambiente, Habitação e Serviços e Obras.

A iniciativa faz parte do Compromisso 9, de um total de 15 do 2º Plano Municipal de Segurança, parceria da Prefeitura com o Instituto Sou da Paz. “Queremos ampliar o número dos agentes institucionais envolvidos em programas que podem resultar na prevenção da criminalidade. Temos a intenção de fazer com que a segurança tenha uma execução transversal em várias secretarias, pois medidas isoladas de uma pasta muitas vezes não surtem o efeito desejado”, afirmou a secretária de Defesa Social de Diadema, Regina Miki.

De acordo com a secretária, o Grupo de Gestão em Segurança também contaria com membros das polícias Civil e Militar. “Não temos a pretensão de fazermos nada sozinhos”, diz Regina.

Com o grupo formado, o passo seguinte será estabelecer uma metodologia de trabalho, prioridades de atuação e planejamento estratégico. “Para a rotina de trabalho do grupo, o ideal seria a realização de reuniões semanais entre os representantes operacionais das secretarias e encontros trimestrais entre os secretários. Nesse último caso, o objetivo das reuniões será fazer análises e balanços dos trabalhos executados”, explica a secretária.

Para o coronel José Vicente da Silva, ex-secretário nacional de Segurança Pública e que estuda os fatores da criminalidade há 10 anos, a criação de um grupo de gestão é essencial para que um plano de segurança dê certo. “Em países que fizeram planejamento estratégico no combate à violência, como a Itália na luta contra a máfia, grupos gestores foram instituídos para gerir as ações.”

A representante do Instituto Sou da Paz, Paula Miraglia, concorda que as ações contra a violência permeiam diversas pastas. “É extremamente importante que o poder municipal monte um grupo de gestão para que o plano de segurança tenha representatividade e força.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;