Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governador de AL expulsa deputados do PT de reuniao


Do Diário do Grande ABC

22/02/2000 | 12:15


Revoltado com a presença de dois deputados estaduais do PT, Paulo Fernando dos Santos, o Paulao, presidente do diretório estadual do PT, e o major Paulo Nunes, em uma reuniao com as lideranças do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, na noite desta segunda-feira, o governador de Alagoas, Ronaldo Lessa (PSB), decidiu expulsar os dois parlamentares da sala de reunioes do Palácio dos Martírios.

''A presença de vocês nesta reuniao é dispensável. Nao convidei nenhum de vocês. Por isso, façam um favor, saiam daqui. Chega de agitaçao, por sinal, a única coisa que o PT sabe fazer. Esta reuniao vai ser fechada e nao há nenhum sentido as presenças de vocês aqui``, disse Lessa.

O presidente estadual do PT, deputado Paulo Fernando dos Santos, ainda tentou reverter a posiçao do governador lembrando o passado socialista de Lessa. ''Fomos convocados pelos dirigentes do MST para acompanhar essa discussao. Essa decisao do senhor é equivocada e é um grande prejuízo para a democracia e para o socialismo, que o senhor diz que sempre defendeu``, rebateu Paulo Fernando.

Mesmo diante do protesto do presidente estadual do PT, o governador Ronaldo Lessa deu ordens para que a sua guarda pessoal acompanhasse os dois deputados até a porta do Palácio dos Martírios. Ao sair, os dois foram ovacionados por cerca de 900 famílias do MST que aguardavam o resultado da reuniao.

As lideranças do MST, que sao contra a implantaçao do Banco da Terra em Alagoas, reivindicam a posse de três fazendas do estado e um maior engajamento do governador Ronaldo Lessa na apuraçao da morte de José Elenelson dos Santos, assassinado em janeiro deste ano em um conflito com seguranças da fazenda Sao Pedro, no município de Atalaia, a 58 km de Maceió.

Intervençao federal - Além do atrito com os deputados do PT e as divergências com as lideranças do MST, o governador Ronaldo Lessa tem uma outra grande preocupaçao. Ele participa, nesta terça-feira, de uma reuniao com o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Carlos Velloso, e o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Orlando Manso, que cobra o aumento do duodécimo do Poder Judiciário e a liberaçao imediata de duas parcelas atrasadas (13º salário de 99 e o mês de fevereiro 2000) .

Lessa antecipou que nao tem medo de sofrer uma intervençao federal e ironizou o pedido feito pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Orlando Manso. ''O Manso tem que ter juízo. Ele sabe que nao tenho dinheiro para reajustar o duodécimo do Poder Judiciário, que já recebe R$ 5 milhoes por mês. Em relaçao aos atrasados, vou pagar quando tiver dinheiro``.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;