Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Presidente do Banco Mundial pede novo enfoque da globalização


Das Agências

13/10/2001 | 15:20


"Depois de 11 de setembro devemos enfocar a globalização de maneira diferente e para isso o papel da imprensa é crucial", disse o presidente do Banco Mundial, James Wolfensohn, ao inaugurar este sábado a 57 assembléia da Sociedade Interamericana de Imrensa (SIP) que se realiza em Washington até 16 de outubro.

Depois dos trágicos atentados que atingiram os Estados Unidos a 11 de setembro, "mudou a forma de nos aproximarmos uns dos outros, mudou a forma de enfocar a globalização: mudou o tema da pobreza, o da igualdade, como ouvir o outro ou lhe dar uma oportunidade (...) estes são os temas do futuro", disse Wolfensohn.

"Não poderemos erradicar a violência enquanto existir uma divisão entre ricos e pobres", enfatizou Wolfensohn. Depois dos atentados devemos "pensar no que há por trás disso". "Devemos pensar no futuro, como vamos preparar nossas crianças para a globalização (...) devemos entender valores e culturas diferentes", acrescentou.

"Devemos entender as pessoas que vivem na pobreza. Não querem a caridade mas (que se lhes ofereçam) oportunidades", assinalou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente do Banco Mundial pede novo enfoque da globalização

Das Agências

13/10/2001 | 15:20


"Depois de 11 de setembro devemos enfocar a globalização de maneira diferente e para isso o papel da imprensa é crucial", disse o presidente do Banco Mundial, James Wolfensohn, ao inaugurar este sábado a 57 assembléia da Sociedade Interamericana de Imrensa (SIP) que se realiza em Washington até 16 de outubro.

Depois dos trágicos atentados que atingiram os Estados Unidos a 11 de setembro, "mudou a forma de nos aproximarmos uns dos outros, mudou a forma de enfocar a globalização: mudou o tema da pobreza, o da igualdade, como ouvir o outro ou lhe dar uma oportunidade (...) estes são os temas do futuro", disse Wolfensohn.

"Não poderemos erradicar a violência enquanto existir uma divisão entre ricos e pobres", enfatizou Wolfensohn. Depois dos atentados devemos "pensar no que há por trás disso". "Devemos pensar no futuro, como vamos preparar nossas crianças para a globalização (...) devemos entender valores e culturas diferentes", acrescentou.

"Devemos entender as pessoas que vivem na pobreza. Não querem a caridade mas (que se lhes ofereçam) oportunidades", assinalou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;