Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

INSS começará a recadastrar no próximo mês



25/09/2005 | 08:09


O recadastramento dos aposentados e pensionistas da Previdência Social começará em outubro. Os bancos começarão a convocar os primeiros 2,6 milhões de segurados para o Censo Previdenciário a partir do próximo mês, segundo informou o ministro da Previdência Social, Nélson Machado. A regularização dos dados propriamente dita terá início em novembro.

O ministro explicou que o Censo Previdenciário será feito só pelos bancos, e em duas etapas. A primeira começará em outubro, com a primeira convocação pelos bancos, e terminará em fevereiro de 2006. "Todo o recadastramento será feito pelos bancos."

Na primeira fase, o segurado será convocado, durante 90 dias, pelo menos três vezes. Em outubro, ao sacar o benefício, o aposentado ou pensionista receberá o primeiro aviso, na tela do caixa eletrônico, que também emitirá um impresso com o dia e a hora em que deverá comparecer à agência bancária em novembro. O segundo aviso será emitido no recadastramento, em novembro, e o terceiro, em dezembro. "Só quem receber a convocação terá a obrigação de se apresentar para a atualização dos dados cadastrais", disse Machado.

Quem não participar do censo nessa primeira fase também receberá um aviso, mas informando que não deverá comparecer à agência bancária para se recadastrar. Se o aposentado ou pensionista não tiver possibilidade de ir ao banco, o seu procurador ou representante legal, devidamente habilitado pelo INSS, deve se apresentar com os documentos exigidos.

Além da convocação, antecipou Machado, o terminal de auto-atendimento emitirá um impresso com os documentos exigidos para a realização do censo, como o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e um documento de identificação. Segundo o ministro, o CPF é o único documento obrigatório. Quem não tiver CPF deve providenciá-lo em uma agência da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil ou dos Correios. Para isso, basta apresentar um documento pessoal.

Se, após o terceiro aviso, em dezembro, o segurado ou seu procurador não for ao banco no prazo de 90 dias, o INSS enviará carta registrada, com aviso de recebimento. Quando não for possível o envio, a convocação será feita por meio de edital em jornal de grande circulação. Somente após 30 dias da publicação do edital – a partir de março de 2006 –, o segurado terá seu benefício suspenso.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;