Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Comerciante não reage, mas é morto por assaltantes


Sergio Campos
Do Diário do Grande ABC

01/09/2002 | 21:15


O comerciante João Roberto de Souza, 52 anos, foi vítima de latrocínio – roubo seguido de morte –, na noite de sábado, no bairro Taboão em São Bernardo. Atingido na cabeça por um tiro, o comerciante foi levado ao hospital municipal da cidade, mas não resistiu ao ferimento e morreu antes de receber auxílio médico. Os ladrões roubaram cerca de R$ 300 e fugiram.

Segundo o irmão da vítima, o aposentado T.S., 51 anos, haviam alguns clientes no interior do bar de Souza no momento do crime que disseram que, por volta das 18h, entraram dois estranhos – com idade aproximada de 20 anos. Eles passaram pelos clientes que estavam em uma das mesas do estabelecimento e se dirigiram ao balcão. Como fregueses comuns, pediram uma bebida (cerveja), que prontamente foi servida pelo comerciante.

Enquanto bebiam, os ladrões observavam toda a movimentação do local e um deles se aproximou do caixa, onde Souza costumava ficar, e anunciou o assalto. Sob a mira de um revólver, Souza entregou o dinheiro que havia na caixa registradora (cerca de R$ 300). Sem motivo, o ladrão disparou um tiro que atingiu a cabeça do comerciante e fugiu a pé com o comparsa. As testemunhas afirmaram que não houve reação da vítima e que foi uma agressão gratuita do assaltante.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;